Grêmio mantém H. Almeida fora dos planos. Beto também deve sair

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

    Centroavante conversou com o Vasco e antes esteve emprestado ao Coritiba

    Centroavante conversou com o Vasco e antes esteve emprestado ao Coritiba

O Grêmio contou com Henrique Almeida na reapresentação do elenco principal, mas o centroavante não deve ser aproveitado. Após negociar sem sucesso com o Vasco, ele segue autorizado a buscar um clube para ser emprestado. O mesmo destino é desenhado para Beto da Silva, mas com um plano diferente. O Tricolor pretende usá-lo no futuro.

A ida de Henrique Almeida para São Januário nem foi descartada completamente pelo Grêmio. Para os dirigentes gaúchos, a possiblidade segue aberta e em compasso de espera em virtude da situação política do clube carioca.

Cedido ao Coritiba no ano passado, Henrique Almeida deixou o Grêmio sem ter desempenho consistente e com um ato público que não ajudou nada em sua trajetória na Arena. Em setembro de 2016, ele fez gestos obscenos a torcedores depois de ouvir vaias pelo jogo contra o Atlético-PR. À época Renato Gaúcho interveio, mas a longo prazo não deu certo.

Para a direção, uma segunda chance é difícil justamente pelo nível de exigência atual do Grêmio – campeão da Libertadores. E, claro, pelo clima criado com o jogador. A simples presença do atleta na reapresentação já deixou a torcida do Tricolor descontente.

O empréstimo ao Coritiba tinha mecanismos que permitiam uma saída. O Grêmio contava com uma boa temporada de Henrique Almeida no Couto Pereira para fazer negócio, mas não deu. A queda do clube paranaense e o rendimento do jogador ficaram longe de atrair ofertas.

Grêmio quer botar Beto da Silva para jogar

Lucas UebelDivulgação

Quem também ouviu Renato Gaúcho e Romildo Bolzan Jr., no ato que abriu os trabalhos do ano, foi Beto da Silva. O peruano não deve ficar, tal qual Henrique Almeida. Com ele, o Grêmio tem a ideia de um empréstimo para ajudar física e psicologicamente.

O entendimento é que Beto, que chegou a ser tratado como herdeiro de Paolo Guerrero na seleção peruana, precisa jogar para se manter motivado e concentrado. Sem espaço no time de Renato, ele é visto como uma peça que tem mercado, mas sairá somente se o clube interessado tiver perspectiva positiva.

O plano do Tricolor é evitar uma saída qualquer, inibindo estada improdutiva longe da Arena. Assim, Beto da Silva só será liberado mediante cenário que favoreça crescimento. E, talvez, possa render a chegada de alguém ao Grêmio.

A pré-temporada do elenco principal do Grêmio começa nesta sexta-feira (19) com dois turnos de trabalho. Os atletas farão testes físicos e exames laboratoriais. A estreia do time campeão da América deve ocorrer contra o Cruzeiro-RS, na Arena, no dia 3 de fevereiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos