Santos aposta em Gabigol cheio de vontade e capaz de ser meia ou atacante

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Rubens Cavallari/Folhapress

    Gabriel atua em todas posições do ataque - pelos lados, como meia e centroavante

    Gabriel atua em todas posições do ataque - pelos lados, como meia e centroavante

O Santos aguarda detalhes contratuais para anunciar Gabigol como novo reforço até o fim desta temporada. O UOL Esporte apurou que o clube paulista aceitou desembolsar o equivalente a R$ 600 mil por mês no atacante pois o vê como alguém cheio de vontade de jogar. O "prata da casa" está há cerca de um ano e meio praticamente sem atuar, pois teve poucas oportunidades na Europa entre Inter de Milão e Benfica, por onde passou sem sucesso.

Gabigol faz visitas ao CT Rei Pelé e não esconde a motivação de voltar a vestir a camisa do Santos. O atleta pretende provar que ainda tem futebol para defender a seleção brasileira no Mundial da Rússia no meio deste ano. A motivação foi fundamental para que a diretoria insistisse na contratação.

Além disso, comissão técnica e diretoria do Santos apostam na versatilidade de Gabriel no ataque. Para eles, o atleta é capaz de suprir as perdas de Ricardo Oliveira e Lucas Lima, que deixaram o clube e acertaram com Atlético-MG e Palmeiras, respectivamente.

Em sua primeira passagem pelo Santos, Gabigol já atuou em todas as posições ofensivas: pelas pontas (esquerda e direita), como armador (centralizado) e centroavante.

Inicialmente, Gabriel subiu como atacante de beirada, mas o técnico Oswaldo de Oliveira foi o responsável por testar o jogador como centroavante e meia-armador em 2014. Na ocasião, ele marcou quatro gols como "9" antes da estreia de Leandro Damião. O bom desempenho de Gabigol, aliás, foi um dos motivos que pressionou Damião no clube paulista.

"O Oswaldo vem me usando em várias posições, me treinando bastante, independente da posição, estou aqui para ajudar o time", afirmou Gabriel na ocasião.

Com a chegada de Ricardo Oliveira e a ascensão de Lucas Lima em 2015, Gabigol atuou mais pelas beiradas, mais especificamente pelo lado direito, posição em que mais rendeu com a camisa santista, sob o comando de Dorival Júnior.

Gabigol pode reestrear na ponta-direita, sua posição preferida, mas não será novidade se ele volte a atuar no Santos como centroavante ou meia. A versatilidade pode ajudar no cenário atual, em que a diretoria santista ainda não contratou um substituto para os lugares de Ricardo Oliveira e Lucas Lima.

Santos quer apresentar Gabigol na segunda-feira

A diretoria pretende apresentar Gabigol na próxima segunda-feira, na Vila Belmiro, onde a equipe santista encara o Bragantino, às 20h (de Brasília), pela segunda rodada do Campeonato Paulista.

Para fechar o acordo e ajudar na negociação de reajuste salarial entre Gabigol e Inter de Milão, o Santos fez uma proposta de 1,7 milhão de euros (R$ 6,6 milhões) por um ano de empréstimo. Dividido em 12 meses, o valor chega a 141 mil euros (R$ 554 mil). Além disso, o clube paulista pagará mais R$ 50 mil em CLT (Consolidações das Leis Trabalhistas) ao jogador.

Desta forma, Gabigol custará ao Santos cerca de R$ 600 mil mensais por uma temporada. O restante do ordenado do atacante na Itália foi discutido e acertado entre o estafe do atleta e a Inter de Milão. O clube paulista alega que não se envolverá no fluxo financeiro entre o jogador e os italianos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos