Sob a sombra de Scarpa, Willian e Keno ampliam quebra-cabeça do Palmeiras

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

Com um elenco repleto de bons jogadores e reforçado por Gustavo Scarpa, o técnico Roger Machado tem um daqueles quebra-cabeças bons de montar no Palmeiras. E o "problema" de quem escalar como titular foi ampliado na última quinta (18), graças às boas atuações de Willian e Keno na vitória por 3 a 1 sobre o Santo André, na estreia do Paulistão.

Artilheiro do time na temporada passada, Willian já começou 2018 fazendo gol. Além de abrir o placar contra o Santo André em um lance de oportunismo, o atacante mostrou as características de sempre, que o fazem tão importante para a equipe. Se entregou na marcação e mostrou movimentação constante e inteligência para ocupar espaços vazios.

Já Keno, xodó da torcida e que terminou 2017 em alta, iniciou o jogo no banco. Entrou no segundo tempo no lugar de Dudu, que teve atuação abaixo de seu normal, e imediatamente incendiou a partida. Distribuiu dribles pela ponta esquerda, fez um belo gol após receber lançamento de Lucas Lima e ficou perto de marcar outro – o chute passou raspando a trave.

Com Dudu e Lucas Lima tendo status de titulares, e Borja, a princípio, como primeira opção para o posto de centroavante, sobra apenas mais uma vaga no setor ofensivo alviverde. Neste cenário, a chegada de Scarpa, líder de assistências dos dois últimos Brasileiros, coloca ainda mais pressão sobre Willian e Keno por um lugar no time. Roger promete ser sincero com os atletas e tratar de forma direta com a necessidade de colocar jogadores que estão bem no banco.

"Vou lidar como se lida em um grupo, sempre com muita honestidade e clareza. As substituições são sempre técnicas, táticas e estratégicas. Também joguei, sei que jogador não gosta de sair, ainda mais quando o jogo está bom. Mas eu, de fora, tenho de fazer as escolhas", disse.

Não é só do meio para frente que o treinador deve ter decisões complicadas pela frente. No gol, por exemplo, ele optou por iniciar o ano com Jailson, deixando o ídolo Fernando Prass e o campeão olímpico Weverton na reserva. Já no meio-campo, Felipe Melo e Tchê Tchê formaram ao lado de Lucas Lima, mas Moisés, que faz pré-temporada mais longa, em breve também estará à disposição.

O treinador ainda terá um pouco mais de tempo para avaliar seu leque de opções antes de Scarpa entrar na briga. Sem ter feito pré-temporada, o meia ex-Fluminense ainda não tem condições físicas ideais e só deverá ser considerado a partir da quarta rodada do Paulista. Por enquanto, a disputa fica mesmo entre Keno e Willian.

"O Willian ganhou a posição nas atividades. O Keno, de fato, acabou o ano em alta, mas o bom de ter um grupo de qualidade é isso: coloca um time para iniciar e com as alterações mantém o bom nível e qualidade do jogo, fazendo com que a gente siga bem na partida. Tenho muitas escolhas a fazer, e tenho de pensar no equilíbrio entre atacar bem e defender bem. Temos de equilibrar a partida e o time nos dois setores", avaliou Roger.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos