Sánchez se defende de críticas e compara saída do Arsenal com a de Henry

Do UOL, em São Paulo

  • Julian Finney/Getty Images

Depois de ser anunciado pelo Manchester United, Alexis Sánchez voltou suas atenções para o Arsenal ainda nesta segunda-feira (22). Em post no Instagram, o chileno mostrou gratidão pelos funcionários do clube, além de comparar sua saída dos Gunners com a do ídolo Thierry Henry, que assinou com o Barcelona em junho de 2007.

"Recordo hoje de uma conversa que tive com Henry, um jogador histórico do Arsenal, que saiu do clube pela mesma razão que eu", afirmou o chileno. Antes de assinar com o Barça, Henry havia alegado em entrevista ao The Sun que deixou o Arsenal pelas possibilidades do técnico Arsène Wenger e do então diretor David Dein deixarem o comando do clube londrino.

Além disso, Sánchez aproveitou a postagem para direcionar um recado a Martin Keown. O ex-defensor do Arsenal chamou o jogador de "o maior mercenário do futebol" por deixar a equipe. "Há pessoas (ex-jogadores do clube) que falam sem conhecimento do que acontece nos vestiários e causam danos. Devo dizer que sempre me entreguei 100% até o último dia, em que pedi ao técnico para estar com a equipe, porque queria contribuir."

 

Quiero agradecer al Staff Técnico, al equipo médico, a todos los compañeros con los que compartí muchas cosas lindas para el club y en especial a todas esas personas que no se ven en las portadas, pero que sin ellos nada seria posible, que son los que te preparan la comida y te cuidan día día, los que nos mantienen los zapatos limpios y campos de fútbol en las mejores condiciones para entrenar. Mil gracias a Ustedes por ayudarnos a mejorar cada día. Gracias por tanto cariño 😢. Hay personas (ex jugadores del club) que han hablado sin conocimiento de lo que ocurre en la interna y causan daño. Debo decir que siempre me entregué al 100%, hasta el último día, en que le pedí al Mister estar con el equipo, por que quería ser un aporte. Recuerdo hoy, una conversación que tuve con Henry, un histórico de Arsenal, que cambió de club, por la misma razón que hoy me toca a mi. Gracias por todo Gunners ! I want to say thanks to the Technical Staff, to the medical team and all teammates with whom I shared many nice things for the club and especially those people who do not see themselves on the covers, but without them nothing would be possible, which are there to prepare food for us and take care of us day by day, those who keep our shoes clean and the grass in the best conditions. Many thanks to you for helping us to improve every day. Thank you very much 😢. There are people (former club players) who have spoken with no knowledge of what happens inside the club and cause damage. I must say I always gave 100%, until the last day, when I asked to the Mister to be in the team, because I wanted to be a contribution. I remember today, a conversation I had with Henry, a historic Arsenal player, who changed club for the same reason and today is my turn. Thanks for everything Gunners! All we achieved and the good moments that I gave to the club, I want to dedicate it to the fans, they are the most important. Thanks for every time you sing Alexis Sanchez Baby

Uma publicação compartilhada por Alexis Sanchez (@alexis_officia1) em

Nesta segunda-feira Manchester United e Arsenal oficializaram a troca entre Alexis Sánchez e Henrikh Mkhitaryan. Além de ceder o passe do armeno, os red devils pagaram 30 milhões de libras, de acordo com informações da imprensa britânica.

O United atravessou o Manchester City, que tinha o acerto de Sánchez encaminhado com o Arsenal por um preço na faixa das 20 milhões de libras. O chileno tinha apenas mais seis meses de contrato com o time londrino, que optou por vendê-lo em vez de perdê-lo de graça.

Veja o comunicado de Sánchez na íntegra

Quero agradecer à comissão técnica, ao departamento médico, a todos os companheiros com os quais compartilhei muitas coisas lindas para o clube e em especial a todos que não são vistos pelas câmeras, sem eles nada seria possível. São eles que preparam a comida e te cuidam no dia a dia. São os que mantém os sapatos limpos e os campos de futebol nas melhores condições para se treinar. Mil obrigados a vocês por nos ajudar a melhorar a cada dia. Obrigado por tanto carinho. Há pessoas (ex-jogadores do clube) que falam sem conhecimento do que acontece nos vestiários e causam danos. Devo dizer que sempre me entreguei 100% até o último dia, em que pedi ao técnico para estar com a equipe, porque queria contribuir. Recordo hoje de uma conversa que tive com Henry, um jogador histórico do Arsenal, que saiu do clube pela mesma razão que eu. Obrigado por tudo, Gunners!
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos