Carência faz Grêmio impor regra na base e exigir formação de centroavante

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

    Renato Gaúcho olha para o mercado atrás de centroavante até para a base

    Renato Gaúcho olha para o mercado atrás de centroavante até para a base

O Grêmio busca centroavante e, ao levantar os olhos da sua lista de opções, se deu conta de que não tem o chamado 'camisa 9' nem mesmo no time de transição. E nas equipes das categorias de base também há escassez. Diante desse cenário, o Tricolor baixou uma nova diretriz. Nos próximos meses, o clube vai garimpar jovens que atuem na função.

O setor de prospecção e captação da base do Grêmio passará a observar centroavantes de diferentes idades para que eles possam terminar a formação já no Tricolor.

Desde 2013, o Grêmio tem investido cada vez mais nas categorias de base. Nesse período, chegaram ao clube nomes como Wendell, Alex Telles, Walace, Pedro Rocha, Everton e Luan. Todos se afirmaram no time principal logo depois e metade já deixou o clube.

"A gente quer um nome diferente do Jael para ser opção ao Renato. Pode ser outro camisa 9, um 9 mais móvel. Um meia-atacante, pode ser... Mas temos a carência de um camisa 9. No próprio time de transição estamos com dificuldade. O Isaque joga aberto e foi improvisado. Estamos discutindo até com a base para focarmos na formação de um camisa 9. É uma necessidade que não é só do Grêmio, mas do futebol brasileiro", disse André Zanotta, diretor executivo de futebol do Grêmio.

No grupo do Grêmio que jogou a Copa São Paulo está Da Silva. O centroavante é um dos poucos da base com características de homem de área. Duas antigas promessas da função foram liberadas neste início de ano: Batista, que assinou com o Tubarão-SC, e Nicolas Careca, reforço do Oeste para o restante da temporada.

"Se você analisar o mercado, os clubes que procuram centroavante... Corinthians perdeu o Jô, Santos perdeu Ricardo Oliveira, Botafogo perdeu o Roger. Todos estão com dificuldade. As opções que existem são caras, as características que a gente busca às vezes não encontra. E quando encontramos, são nomes caros, mas estamos trabalhando com o CDD [Centro Digital de Dados], com o Renato especificamente. Temos conversas em andamento e, quando houver o acerto, vocês saberão", comentou Zanotta.

Em 2017, o Grêmio tentou um centroavante para a base. Jadson, que havia sido destaque na Copa São Paulo pelo União Barbarense, passou um período no clube por empréstimo, mas acabou liberado.

O Grêmio tem dado preferência para jogadores que estão em clubes da América do Sul ou sejam sul-americanos. No mercado nacional, o Tricolor pouco avançou por considerar os preços elevados. A meta é fechar com dois jogadores do setor ofensivo até a estreia da Libertadores, contra o Defensor-URU, em 27 de fevereiro. Antes disso, o time de Renato Gaúcho joga a Recopa Sul-Americana diante do Independiente-ARG (em 14 e 21 de fevereiro).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos