Postagem que chamou brasileiros de "chocolate" gera multa em clube russo

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Twitter

    "Veja como chocolate se derrete no sol", diz a postagem do Spartak Moscow

    "Veja como chocolate se derrete no sol", diz a postagem do Spartak Moscow

A União de Futebol da Rússia, entidade que regulamenta a modalidade no país, puniu nesta terça-feira (23) o funcionário do Spartak Moscow responsável pelas redes sociais do clube por chamar de "chocolate", em publicação no Twitter, três jogadores brasileiros do elenco - o volante Fernando e os atacantes Luiz Adriano e Pedro Rocha.

Pela mensagem considerada de conotação racista, Leonid Trakhtenberg foi multado em 20 mil rublos, cerca de R$ 1,1 mil.

No dia 13 de janeiro, o perfil do Spartak no Twitter publicou um vídeo, filmado pelo zagueiro russo Georgi  Dzhikiya, em que os três brasileiros aparecem treinando debaixo de calor intenso. O texto da postagem dizia: "Veja como chocolate se derrete no sol".

Tanto o clube quanto o chefe de mídias sociais se desculparam assim que a repercussão passou a ser negativa, e a publicação foi apagada. Em outro vídeo, divulgado posteriormente, Luiz Adriano disse não ter se sentido vítima de injúria racial.

Trakhtenberg foi considerado culpado por deixar Dzhikiya utilizar o perfil oficial do clube no Twitter. O jogador, no entanto, foi apenas repreendido pela União de Futebol da Rússia.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos