Anderson Martins revela presença de Lugano e abre as portas do SP para Nenê

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Rubens Chiri/saopaulofc.net

    Anderson Martins fará apenas o segundo jogo pelo São Paulo

    Anderson Martins fará apenas o segundo jogo pelo São Paulo

Embora nos bastidores já dê como certa a volta de Diego Lugano como integrante da diretoria de futebol, o São Paulo ainda fazia suspense para confirmar o retorno do ídolo. Fazia, porque o zagueiro Anderson Martins tratou de encerrar qualquer mistério. Em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira, o camisa 4 celebrou o "reforço" na diretoria e disse que já até conversou com o uruguaio.

"A gente sabe de toda história do Lugano no São Paulo. Já tive um contato bem rápido com ele. Vai nos ajudar bastante com toda experiência que ele tem. Tudo o que vem para agregar é bem vindo. Ele já tem uma relação com o clube e com esse grupo, porque até pouco tempo estava aqui. Vai ser válida a vinda dele e vamos tirar proveito disso tudo", destacou o defensor de 30 anos.

Anderson Martins também falou sobre a possibilidade de reeditar parceria com Nenê, seu companheiro em 2017 no Vasco da Gama. O meia-atacante de 36 anos negocia com o clube carioca o pagamento - ou ao menos as garantias de um pagamento - de dívidas salariais para poder ficar livre no mercado e assinar com o São Paulo.

"O que eu sei é o que sai na imprensa. Estou na expectativa. Temos contato, porque jogamos até pouco tempo juntos. A diretoria e os representantes deles tomarão as decisões. Vamos esperar o desfecho. É um grande jogador que já provou isso por onde passou. Nenê dispensa comentários como atleta, sendo vencedor por onde passou e pela qualidade técnica indiscutível. Ajudou muito ano passado no Vasco", projetou.

Até aqui, Anderson fez somente um jogo pelo São Paulo. Ele estreou já como titular na última quarta-feira, quando o time venceu o Mirassol por 2 a 0 na terceira rodada do Campeonato Paulista. O próximo compromisso no Estadual já marcará o primeiro clássico do zagueiro pelo novo clube, justamente contra o Corinthians, por onde passou em 2014.

"Uma vitória amanhã (sábado, às 17h, no Pacaembu) nos daria mais confiança para a temporada, fortaleceria nosso trabalho. Vamos com esse pensamento. Em um clássico tudo pode acontecer. Temos que entender o que um jogo assim representa, a responsabilidade grande que traz. O que prevalece é a vontade, a atitude dentro de campo. A gente precisa entrar ligado, até porque o Corinthians é o campeão paulista e brasileiro, não podemos dar chances para eles. O grupo está ciente do que tem que ser feito e preparada para o clássico", analisou.

O zagueiro ainda negou que o grupo esteja pressionado depois de começar o Paulistão tropeçando. Segundo Anderson, o Tricolor ainda carrega o peso por uma temporada ruim em 2017: "Desde que eu cheguei aqui a gente sabe que é um clube gigante por sua história, mas essa pressão de hoje vem da temporada passada, que foi adversa por essa história. Não vemos pressão, apesar de tudo o que envolve esse clássico. O time está preparado e comprometido. Quem estiver mais concentrado terá o resultado positivo e a gente espera um grande jogo como foi contra o Mirassol".

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos