Inter tenta rescisão como última alternativa para saída de Seijas

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Inter

    Seijas tem salário alto e a ausência de novos interessados vetou saída imediata

    Seijas tem salário alto e a ausência de novos interessados vetou saída imediata

A exemplo do que fez com Anderson, o Inter prepara uma rescisão amigável de contrato com o venezuelano Luís Manuel Seijas, de 31 anos. O clube espera, na próxima semana, avançar para rompimento do vínculo dele, que vai até o meio de 2019. E é apenas isso que impede acerto para voltar à Colômbia.

Como informou o UOL Esporte, dois clubes manifestaram interesse no jogador logo de cara. O primeiro foi o Independiente Santa Fé, por intermédio da boa relação do atleta com o presidente César Pastrana. Seijas conquistou a Sul-Americana no Santa Fé e é ídolo do clube.

No entanto, nos planos do técnico Gregório Pérez, Seijas não é prioridade. Por isso, a investida inicial, considerada sondagem nos bastidores, não foi adiante. Os colombianos não conseguiram vencer a barreira financeira imposta pela intenção do Colorado de não ter gasto algum com o meio-campista em caso de empréstimo.

A situação pode mudar com rompimento de vínculo. Caso o Inter e Seijas cheguem a um acordo para rescisão, ele poderá adaptar seus vencimentos à realidade do Santa Fé e, rapidamente, finalizar os detalhes do retorno ao clube que defendeu de 2008 a 2011 e de 2014 a 2016.

Ainda na disputa está o Deportivo Cali, mas menos interessado. Em contato com a reportagem do UOL Esporte, o presidente do clube, Juan Fernando Mejía, disse que o jogador não está nos planos.

A insistência parte do técnico Gerardo Pelusso, comandante do venezuelano no título continental de 2015 pelo Santa Fé. A tendência, no entanto, é que se confirme a chegada do argentino Nicolás Aguirre, de 27 anos, que se desligou do Lanús. O Cali possui três estrangeiros no elenco, e com Aguirre fecharia cota autorizada na Colômbia.

Pesam, também neste caso, as questões financeiras. O salário de Seijas está acima do patamar do Deportivo Cali e apenas depois de uma eventual rescisão é que qualquer negociação seria aberta.

Depois de um empréstimo à Chapecoense no ano passado, Seijas não recebeu mais propostas. Não houve movimentação concreta e o Inter vê na rescisão a única alternativa para o jogador conseguir seguir sua carreira. Atualmente, ele treina com o time B no CT de Alvorada, na região metropolitana de Porto Alegre. Afastado do elenco principal, também é interesse do jogador que isso se resolva rapidamente, a exemplo do que houve com Anderson.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos