"O que espero da nova diretoria é a questão do camisa 9", diz Carille

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

    Carille aguarda definição sobre o substituto de Jô, que foi vendido ao futebol japonês

    Carille aguarda definição sobre o substituto de Jô, que foi vendido ao futebol japonês

O técnico Fábio Carille voltou a falar sobre a busca do Corinthians por um substituto de Jô. Ainda à espera da contratação, o treinador alvinegro mandou um recado à futura diretoria e disse que o desfecho ocorrerá somente após a eleição no clube, marcada para o próximo dia 3.

"Não posso pensar nisso [nas eleições], tem muita coisa para pensar aqui, mas sabemos que dia 3 haverá uma mudança no comando do clube. Continuamos trabalhando esperando definição. O que espero da nova diretoria é a questão do camisa 9, se vai chegar ou não", disse Carille.

Segundo o treinador, a busca pelo centroavante não avançou nos últimos dias depois de o clube cogitar contratar Henrique Dourado e Gilberto.

"A questão do camisa 9 está muito parada, vamos esperar a eleição do dia 3. A gente sabe da necessidade da chegada, mas estamos com os pés no chão, não esperamos nada do presidente que vai sair. Essa questão está parada", ressaltou o comandante corintiano.

Carille também frisou que a vinda de um atacante está ligada à linha de trabalho que será adotada na temporada 2018. O treinador chegou a lembrar da Libertadores 2012, quando o Corinthians atuou sem um centroavante - na ocasião, Tite escalava um falso 9.

"A forma de trabalhar, as triangulações, isso muda. Em 2012, era Danilo e Alex por dentro, com Jorge Henrique e Emerson por fora. A única coisa que peço é que a diretoria me posicione o quanto antes, mas vou ter que esperar até dia 3 para saber em que linha de trabalho vou dar continuidade", afirmou Carille.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos