Brant cobra Campello por perícia de HD: 'Ele não é oposição ao Eurico?'

Bruno Braz e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Bruno Braz/UOL

    Brant e Campello no dia da eleição do Conselho do Vasco já rompidos

    Brant e Campello no dia da eleição do Conselho do Vasco já rompidos

Derrotado na eleição do Conselho Deliberativo do Vasco, o ex-candidato Julio Brant cobrou uma postura diferente do seu ex-aliado e agora presidente do clube, Alexandre Campello, em relação à perícia dos HD's que contém o banco de dados dos sócios cruzmaltinos e que pode apontar se, de fato, houve fraude ou não no pleito vascaíno.

Brant alega que eles tinham feito um acordo em que se comprometiam, como primeira medida caso assumissem, prosseguir com a investigação para tentar apontar os culpados do suposto esquema. Agora, porém, a diretoria empossada de Campello solicita em nota oficial no site do clube que os HD's sejam devolvidos por ser "ferramenta crucial para o futuro recadastramento e regularização do quadro de sócios".

"Nosso interesse é que seja apurada a verdade. Feito isso, o que vai acontecer é uma decisão posterior. Queremos que o HD seja investigado. Por que estão escondendo o HD? Minha intenção, e o Campello sabe disso, era mandar apurar o HD assim que entrasse no Vasco. Como presidente, seria minha primeira medida. Não entendo agora porque não fazem. Estão com a caneta na mão. Por que não procuram a Justiça para fazer a investigação? Ele não diz ser oposição ao Eurico? Então leva o HD para a Justiça e pede para realizar a investigação. Se fizer isso, vai começar a melhorar", alfinetou Brant ao UOL Esporte.

Enquanto não tem seu desejo totalmente atendido, a diretoria já teve uma decisão parcial favorável nesta terça-feira. O desembargador Jaime Dias Pinheiro Filho, da 12ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, aceitou o pedido do departamento jurídico vascaíno para que o banco de dados da secretaria do clube, de posse da Delegacia de Defraudações para realização de perícia, seja devolvido ao Judiciário até que se tenha uma decisão final sobre o caso.

A Polícia Civil estava com este banco de dados desde a última segunda. A intenção era periciar e, em caso de comprovação de fraude, abrir inquérito que pode gerar ações criminais futuras contra os envolvidos.

Julio Brant e Alexandre Campello haviam formado uma aliança para derrotar Eurico Miranda na eleição do Vasco, algo que foi alcançado no pleito entre os sócios. No entanto, na votação posterior restrita aos conselheiros, Campello rompeu com Brant um dia antes alegando estar escanteado das decisões e, juntamente com seu grupo político, se aliou aos correligionários de Eurico e conquistou o poder do clube.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos