Clube amador turco faz primeira contratação da história via bitcoin

De UOL, em São Paulo

  • Divulgação/Harunustaspor

A moeda virtual chegou ao mundo do futebol. O Harunustaspor, clube amador da Turquia, tornou-se o primeiro clube a utilizar bitcoin para pagar um jogador. Das 4.500 liras turcas (R$ 3.761) oferecidas ao reforço Omer  Faruk  Kiroglu, de 22 anos, 2 mil liras turcas (cerca de R$ 1.671) foram pagas em criptomoeda - que representa 0,0524 bitcoin.

Após a transação, o presidente do clube, Haldun Sehit, se gabou do feito. "Fizemos isso para ganhar nome para nós mesmos na Turquia e no mundo. Estamos orgulhosos", disse à CNN local, apoiado pelo jogador contratado. . 

"Como meu presidente disse, estamos fazendo algo novo", afirmou Kiroglu. 

O clube realizou o pagamento mesmo após o governo da Turquia fazer um alerta contra o uso do bitcoin, alegando que não há base jurídica que sustente as transações financeiras da moeda virtual. 

Embora o clube turco tenha sido o primeiro a pagar um jogador com bitcoin, ela não é novidade no esporte. Recentemente, o Arsenal assinou um acordo de patrocínio com uma empresa de criptografia. O Bragantino anunciou nas redes sociais que busca um patrocinador do ramo. Até Messi já relevou que investe em bitcoin e se tornou embaixador de uma empresa de criptomoedas. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos