Grêmio pede mais dinheiro e Arthur até dezembro para fechar com Barça

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Divulgação

    Grêmio se reuniu com o Barça no sábado e na segunda para tratar de Arthur, 21 anos

    Grêmio se reuniu com o Barça no sábado e na segunda para tratar de Arthur, 21 anos

O Grêmio recebeu o Barcelona por duas vezes nos últimos dias e saiu das conversas firme em sua postura sobre o negócio por Arthur. Nos encontros, o time gaúcho pediu para ficar com o volante até dezembro de 2018 e também exigiu valor livre de comissões. O Tricolor não abre mão de 30 milhões de euros (R$ 117 milhões na cotação atual) por sua parte nos direitos econômicos do jogador. O clube espanhol assentiu com a ideia da data, mas ainda está longe de atender a cifra desejada pelo clube brasileiro.

Segundo apurou o UOL Esporte, a oferta do Barcelona envolve 30 milhões de euros para toda a operação. Incluindo pagamento de comissão para os agentes envolvidos e gatilhos de desempenho. O Grêmio respondeu pedindo aumento de 20% no valor.

Além do aumento, o clube quer receber boa parte do pagamento à vista. O Barça, por outro lado, acenou com gatilhos de rendimento para elevar o valor total da operação e quitação parcelada. As partes coincidem no relato de que houve evolução entre a primeira e a segunda conversa, mas ainda não há nova conversa prevista.

Outro ponto abordado nos encontros foi sobre a data de apresentação de Arthur. Os dois clubes concordam que não há nenhuma chance de o volante sair na atual janela de transferências, que se encerra nesta quarta-feira (31). O debate se iniciou com viagem em agosto, mas o Grêmio colocou na mesa o pedido para liberar Arthur somente em janeiro de 2019. Por conta das vagas de extracomunitário, o Barça cogita o cenário.

A saída ao fim da atual temporada, contudo, influenciaria no preço do negócio. O time espanhol entende que será preciso reduzir o valor da operação para deixar Arthur em Porto Alegre. Este item da transferência não chegou a ser debatido profundamente.

Arthur, 21 anos, renovou contrato com o Grêmio no segundo semestre da temporada passada e recebeu aumento salarial. A assinatura do vínculo até 2021 também elevou a multa rescisória para 50 milhões de euros (R$ 195 milhões).

O Grêmio detém 60% dos direitos de Arthur, o investidor Celso Rigo acumula 20% e os outros 20% estão com a família e o empresário Jorge Machado. Além do Barcelona, PSG e Monaco também manifestaram interesse por Arthur. A Inter de Milão igualmente fez contato, mas o clube catalão foi o primeiro a abrir negociação oficial.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos