Topo

Futebol


"Maradona muda de lado por um cachorro-quente e uma Coca", ataca Chilavert

Reuters
Chilavert atacou Maradona, em novo capítulo da guerra midiática entre ambos Imagem: Reuters

Do UOL, em São Paulo (SP)

30/01/2018 12h43

A guerra midiática entre Diego Maradona e José Luis Chilavert ganhou um novo capítulo nesta terça-feira. Desta vez foi o ex-goleiro que disparou contra o eterno craque argentino. De maneira irônica, o antigo atleta da seleção paraguaia disparou contra o posicionamento do argentino, que hoje apoia a gestão de Gianni Infantino na presidência da Fifa (Federação Internacional de Futebol e Associados).

“Seu papel é muito triste. Antes das eleições, ele aprovava o filho do rei e destruía Infantino. Agora trabalha para ele [Infantino]. Sabemos que Maradona muda de lado por um cachorro-quente e uma Coca. Faz um papel triste; usam ele como uma marionete, sem peso. Meus valores não têm um preço”, declarou o ex-goleiro ao jornal La Nación.

Tornou-se comum a troca de farpas entre as estrelas argentina e paraguaia. Nesta semana, Chilavert tratou de atacar o apoio de Maradona ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado em segunda instância pela Justiça do Paraná. O ex-goleiro tratou como “vergonha mundial”.

Horas depois deste ataque ao posicionamento político – Chilavert ironiza “El Diez” por ser um “socialista que mora nos Emirados Árabes Unidos” -, Maradona tratou de responder também de maneira sarcástica; no caso, atacou o atual peso do ex-goleiro paraguaio.

“Chilavert é um ‘panqueca’. Quando esteve comigo cara a cara no Brasil, disse que me apoiava, que estava comigo. Nota-se que o excesso de comida está fazendo mal para ele”, declarou o argentino, que também respondeu a outro ataque do ex-goleiro paraguaio.

Chilavert declarou que “foi quatro vezes o melhor do mundo e sem drogas” ao ser questionado por um torcedor no Twitter, que reclamou do ataque a Maradona. O ex-camisa 10 e grande personagem da Copa do Mundo de 1986, desta vez, respondeu de forma mais séria.

“A droga nunca me ajudou; e, sim, sacou anos da minha carreira. Faz 14 anos que não consumo droga e posso falar do tema. Não sei se Chilavert pode falar deste tema da mesma forma”, concluiu Maradona.

Mais Futebol