Atlético-MG quis venda, mas não teve boas ofertas pelo zagueiro Gabriel

Thiago Fernandes e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Galo sonha em venda do zagueiro Gabriel na Europa, mas não recebeu proposta

    Galo sonha em venda do zagueiro Gabriel na Europa, mas não recebeu proposta

O Atlético-MG esperava vender Gabriel na janela de transferências de inverno para os clubes da Europa. Contudo, o período de negociações para os europeus se encerra nesta quarta-feira, para as principais ligas, com a permanência do zagueiro na Cidade do Galo.

O defensor de 22 anos chegou a fechar um acordo com Deco, braço-direito do empresário português Jorge Mendes. O luso-brasileiro tem, ao lado de Frederico Faria, o direito de responder pelo futuro do atleta.

As propostas esperadas, sobretudo após o elogio de Tite, até chegaram ao presidente Sérgio Sette Câmara. Porém, os valores não agradaram ao dirigente atleticano e, dessa maneira, Gabriel segue em Belo Horizonte por pelo menos mais alguns meses. O seu contrato se encerra em dezembro de 2021. O vínculo foi renovado em março do último ano.

Durante as férias, em dezembro de 2017, Gabriel foi à Europa para se reunir com Deco e outros agentes do futebol local. As conversas, no entanto, não se transformaram em propostas e frustraram a cúpula atleticana.

Em entrevista na Cidade do Galo, o defensor falou sobre a ida ao Velho Continente: "Foi apenas passeio, ele me convidou para passar as férias com ele lá. Não teve proposta, nada oficial. Foi mais um passeio mesmo", despistou o jogador. Sem dinheiro em caixa, o Galo gostaria de vender o atleta na atual janela de transferências do futebol europeu. Contudo, aguarda uma proposta oficial para negociá-lo em definitivo.

Embora não tenha recebido uma oferta interessante em janeiro, a diretoria alvinegra crê que pode vendê-lo em julho de 2018, quando haverá uma nova janela europeia. Gabriel é considerado o principal nome do clube no mercado da bola atualmente. 

Meta de R$ 50 milhões em transferências

Em novembro do ano passado o conselho deliberativo do Atlético aprovou o orçamento do clube para a temporada 2018. E para atingir os quase R$ 295 milhões estipulados, é preciso negociar jogadores. A estimativa feita para ano foi de R$ 50 milhões com vendas e empréstimos de atletas.

Apesar de não vender nenhum jogador para clubes da Europa, o Atlético não deve ter dificuldade para atingir o valor estipulado. Somente em janeiro o clube atingiu quase 50% da meta, com a ida de Lucas Pratto para o River Plate e a multa que deve ser paga por Fred, que foi para o Cruzeiro. Somente com os dois centroavantes o Galo recebeu cerca de R$ 21,5 milhões.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos