Gesto de Neymar rende críticas em jornais da Europa

Do UOL, em São Paulo

Um gesto de Neymar foi alvo de críticas de jornais europeus após a vitória do Paris Saint-Germain por 4 a 0 sobre o Rennes, em jogo válido pela Copa da Liga Francesa, disputado nessa terça-feira (30). Durante a partida, o brasileiro deixou o adversário Hamary Traoré de mãos abanando no chão após fingir que ia ajudá-lo a se levantar.

No periódico espanhol "Sport", o jornalista Lluís Mascaró publicou texto opinativo e usou o gesto para dizer que o "verdadeiro" Neymar reapareceu em Paris e para criticar seu pai.

"Neymar tem sido protagonista negativo nas últimas horas por suas controvérsias dentro e fora de campo. Sua falta de respeito pelos jogadores do Rennes deu a volta no mundo. E a decisão de processar o Barça reivindicando o bônus de renovação o retrata como personagem. A ele e seu pai/representante. Porque o 'pai' de Neymar tem muita culpa do que acontece ao seu redor. Inclusive de ter transformado seu filho em uma mercadoria", declarou Mascaró.

Também baseado na Espanha, o jornal "Mundo Deportivo" lembrou também dos dribles aplicados por Neymar para provocar os adversários e disse que o gesto envolvendo Traoré foi "feio".

"O impacto de Neymar não para na França, para o bem ou para o mal. O país inteiro se indignou nessa terça-feira com o jogador por um gesto feio no jogo contra o Rennes", afirma o jornal.

Mais um jornal da Espanha, o "As" disse que a polêmica se junta às "enésimas" criadas por Neymar no PSG.

"Enésima controvérsia em torno do PSG, enésima controvérsia em torno de Neymar. O jogador brasileiro foi protagonista nas semifinais da Copa da Liga. Em uma ação, o árbitro apitou falta de Neymar, que, descontente, chuta a bola, recebe cartão amarelo, aplaude e depois finge que vai dar a mão a Hamary Traoré para ajudá-lo a se levantar, mas no último momento a remove e ri. Um gesto feio que causou a raiva dos jogadores do Rennes", diz o veículo.

Na França, o "Le Parisien" abre a possibilidade de Neymar estar apenas se defendendo das faltas que sofreu durante o jogo.

"No minuto 94, ele fingiu levantar Traoré, do Rennes. Enquanto o adversário está no chão, Neymar vai até ele, estica a mão, mas recua no último momento. Provocação gratuita ou reação às múltiplas faltas recebidas?", questiona.

Por fim, o "L'Equipe" publicou a fala de Neymar após o jogo. O brasileiro afirmou que estava se defendendo das faltas e provocações do adversário e que tudo vira polêmica no PSG.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos