Vecchio dá conta no lugar de L. Lima, mas Santos quer usá-lo como volante

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Ivan Storti/SantosFC

    Vecchio lançando bola em assistência para o gol do jovem Rodrygo contra a Ponte

    Vecchio lançando bola em assistência para o gol do jovem Rodrygo contra a Ponte

O meia Emiliano Vecchio vive o seu melhor momento com a camisa do Santos. O camisa 20 assumiu a função de Lucas Lima como principal armador de jogadas da equipe e, até agora, tem dado conta do recado. O argentino teve participação direta em cinco dos seis gols do time da Vila Belmiro nesta temporada.

O desempenho de Vecchio, no entanto, não fez a diretoria santista desistir de um "maestro" no mercado da bola. Vale lembrar que Vitor Bueno, recuperado de cirurgia ligamentar no joelho, treinou com bola nesta semana e está próximo de retornar. Mesmo assim, a cúpula alvinegra busca um meia-armador.

Comissão técnica e diretoria santista acreditam que Vecchio rende mais em campo como segundo volante, possivelmente na vaga do veterano Renato. Aliás, na maioria dos gols do Santos em participou, o argentino atuava como segundo volante. Nas primeiras partidas de 2018, Jair Ventura tem colocado Jean Mota no segundo tempo dos jogos e deslocado Vecchio justamente para essa função.

Além disso, no primeiro jogo do Santos, em Lins, onde o time venceu o Linense por 3 a 0, Vecchio atuou aberto do lado direito na segunda linha do esquema 4-3-3 de Jair Ventura. Nesta posição, de frente, e não de costas para o gol adversário, ele participou dos três gols do Santos.

Na ocasião, Vecchio deu uma bela assistência para Arthur Gomes abrir o marcador, roubou a bola para Rodrigão marcar o segundo e ainda iniciou a jogada do terceiro ao lançar Copete, que cruzou para Arthur Gomes fechar o placar.

Na rodada seguinte, atuando de costas para o gol no esquema 4-2-3-1, Vecchio não rendeu na derrota do Santos para o Bragantino por 1 a 0, na Vila Belmiro. Na terceira rodada, atuando recuado, com Jean Mota de meia no segundo tempo, ele lançou o jovem Rodrygo, que fez o gol da vitória santista. Já na última rodada, no empate contra o Ituano, no Pacaembu, Vecchio lançou a bola que terminou novamente com o gol salvador de Rodrygo.

Segundo apurou o UOL Esporte, o bom desempenho de Vecchio somado ao início de ano ruim do volante Renato fazem os dirigentes santistas buscarem apenas um meia e um volante no mercado do futebol. Sem o argentino na função de segundo volante durante os jogos do Campeonato Paulista, a diretoria buscaria dois volantes para a posição.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos