"Garoto-problema" será promovido por Jair se aceitar proposta do Santos

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Divulgação/SantosFC

    Atacante Diogo Vitor pode renovar com o Santos por três temporadas

    Atacante Diogo Vitor pode renovar com o Santos por três temporadas

O atacante Diogo Vitor, conhecido como "garoto-problema" do Santos por diversas polêmicas e sumiços, pode voltar a integrar o elenco principal do clube paulista nesta temporada. Isso porque a diretoria santista fez uma proposta de renovação contratual para que atleta reforce o time de Jair Ventura.

Aliás, o UOL Esporte apurou que foi o próprio Jair que pediu a promoção do jogador. Diogo Vitor sempre foi considerado uma das grandes promessas das categorias de base do Santos, mas o jogador se prejudicou por excesso de indisciplinas.

Em 2016, o atacante foi promovido por Dorival Júnior ao elenco principal, mas foi rebaixado para o time B após atrasar em treinamentos.

Agora Diogo Vitor pode renovar contrato por três temporadas e ganhar um salário de cerca de R$ 40 mil no Santos.

Após colecionar polêmicas, Diogo Vitor "entrou na linha" em 2017. Com a ajuda do técnico Kleiton Lima, o atacante deixou de frequentar baladas. A melhora no comportamento despertou o interessa da diretoria santista em renovar o seu contrato e promovê-lo novamente ao elenco principal.

O histórico de polêmicas da promessa santista

Somente no período com o time B foram três sumiços, com direito a punição salarial e suspensões. Em uma delas, Diogo Vitor alegou conjuntivite, mas não se apresentou ao departamento médico. Na equipe principal, ele sumiu uma vez e foi dispensado pelo técnico Dorival Júnior. Antes disso, já colecionava outros problemas.

"Ele tem potencial enorme, precisa de ajuda, apoio, mas ele mesmo não está afim. E quando a pessoa não está afim as coisas se complicam muito mais. É uma pena, uma judiação você ter um garoto com esse, com potencial, mas com todas as oportunidades dadas dentro do Santos, ele está virando a cara para todas elas", afirmou Dorival à época.

"Ele não está querendo construir uma carreira. É o reflexo da sociedade que vivemos. Demos toda a atenção, os jogadores o acolherem, mas ele se volta para um outro lado, não sei o que se passa na cabeça dele, é muito difícil, é uma pena, pois seria um jogador muito promissor, de ter uma evolução muito grande na carreira", completou.

Em um de seus sumiços no Santos, no ano passado, Diogo Vitor alegou que a sua avó, Maria Luzia, havia morrido para se justificar. A cúpula santista ficou sensibilizada com o fato e ligou na casa do jogador, mas se surpreendeu mais uma vez, já que a própria avó atendeu a ligação. Dona Maria diz que ficou surpresa com a história e não sabe dizer se o neto faltou com a verdade ou se cometeu um engano, pois quem morreu foi a bisavó do atleta.

A revelação santista seria apresentada ao torcedor na Copa São Paulo de 2016, mas sumiu e não participou da competição. Diogo alegou dor de dente e ainda rejeitou o tratamento do clube. A situação parecia melhorar quando ele se reapresentou e até marcou gol pelo time B na Copa Paulista, mas ele voltou a sumir.

Diogo também ficou deslumbrado com o dinheiro que recebeu após assinar o seu primeiro contrato com o Santos. O atacante ganhou luvas de seus empresários e gastou o montante comprando um Camaro e em noitadas, fato admitido pelos seus familiares ao UOL Esporte.

Atualmente, é agenciado por Wagner Ribeiro, empresário que já trabalhou com nomes como Neymar, Robinho e Kaká, que lhe indicou o tratamento com uma psicóloga.

UOL Cursos Online

Todos os cursos