Vídeo mostra pânico em trem por briga entre palmeirenses e são-paulinos

Ana Carolina Silva

Do UOL, em São Paulo

Novas imagens compartilhadas nas redes sociais e em aplicativos de bate-papo mostram um ângulo inédito da briga entre torcedores de Palmeiras e São Paulo, que ocorreu na noite de sábado (3), na capital paulista. Agora gravado de dentro do trem, que estava parado na estação Água Branca, da linha 7, o vídeo expõe o pânico dos outros passageiros diante do confronto.

O primeiro palmeirense a aparecer na gravação está com o rosto e o peito ensanguentados. Ele se retira rapidamente, mas a câmera logo foca em outro torcedor alviverde, que segura um extintor de incêndio e chama são-paulinos para a briga.

Os torcedores do Tricolor aparecem em maioria na filmagem, dentro do vagão, e não seguram objetos. É possível notar a presença de mulheres entre eles. O homem ensanguentado volta no fim da gravação, investe contra os são-paulinos e é jogado no chão. Os últimos segundos mostram o momento em que o extintor atinge as costas de um homem com camisa do São Paulo.

O trem em questão é operado pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Segundo as informações registradas no boletim de ocorrência, ao qual o UOL Esporte teve acesso, havia cerca de 20 são-paulinos e 15 palmeirenses na confusão.

Foram constatados danos à estação Água Branca e ao vagão do trem onde a briga se iniciou. O homem que fez o vídeo chega a dizer que "a Mancha [Alviverde, organizada do Palmeiras] e a Independente [organizada do São Paulo] estão brigando", mas a Polícia Civil ainda não identificou se os suspeitos estão realmente ligados às organizadas.

Feridos na briga, quatro suspeitos foram levados ao Pronto-Socorro da Santa Casa e, posteriormente, foram detidos por seguranças e levados para a Delegacia de Polícia do Metropolitano, que tem base na estação Palmeiras-Barra Funda, da linha 3 do metrô. A Delpom confirmou a informação à reportagem.

No entanto, os três palmeirenses e o são-paulino foram liberados após assinatura do boletim de ocorrência e responderão em liberdade pelos crimes de dano, rixa e lesão corporal. O documento diz que a briga começou às 21h15; a Polícia Militar foi acionada por volta de 21h30.

As primeiras imagens começaram a circular neste domingo e, segundo a página Diário da CPTM, são de autoria de Jéssica Mendonça, que se mostrou indignada durante a gravação. Não há registro do início da confusão, mas, em determinado momento, a moça chega a dizer que um são-paulino teria provocado os demais.

"Eu vou acionar a porta de emergência, fazer o quê? Vai morrer todo mundo aqui! Eles acabaram com a cara do cara. Agora vai dar morte. Um monte de trabalhador, mulher com criança. Eles não respeitam!", reclamou a moça.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos