Com filhos em Madri, Courtois diz: "Se Real quiser, que fale com o Chelsea"

Do UOL, em São Paulo

  • Matthew Childs/Reuters

Thibaut Courtois não joga em Madri desde 2014, quando deixou o Atlético, mas suas filhas ainda residem na capital da Espanha. É por isso que o goleiro do Chelsea não fecha as portas para uma eventual saída para o Real Madrid, apontado como principal interessado em seu futebol.

"A minha situação pessoal está relacionada à cidade de Madri. Meus filhos vivem lá com a mãe [Marta Dominguez, de quem se divorciou em 2017]. Toda vez que tenho oportunidade, eu viajo para a Espanha. Nem sempre é fácil. Sim, o meu coração está em Madri, isso é lógico e compreensível", disse nesta terça-feira (6), em entrevista à revista Sport/Foot, da Bélgica.

"Se o Real realmente estiver interessado, a minha situação pessoal pode afetar a decisão, sim. O aspecto familiar não tem preço. Se o Real me quiser, que entre em contato com o Chelsea. Veremos, mas nunca o fizeram. É certo que um dia voltarei a Madri, amo a Espanha e a cidade. Foi onde me tornei adulto. Chorei muito quando saí, meus primeiros dias em Londres não foram fáceis. Mas agora me sinto bem aqui", destacou.

Seu contrato com o Chelsea tem validade até 2019, de modo que Courtois se refere ao clube londrino com máximo respeito e cautela. Ele chegou a dizer que a renovação é questão de tempo, embora vincule sua vontade de ficar à permanência do compatriota Eden Hazard.

"Quando se fala no Barcelona, logo se pensa no Lionel Messi. Quando se fala do Real, se pensa em Cristiano Ronaldo. Da mesma forma, quando se fala do Chelsea, 90% das pessoas pensam em Hazard", apontou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos