CR7 usa Benzema e Pepe para se defender de acusação de fraude, diz jornal

Do UOL, em São Paulo

  • GABRIEL BOUYS/AFP

    Cristiano Ronaldo é acusado de sonegar 14 milhões de euros em ganhos com direitos de imagem

    Cristiano Ronaldo é acusado de sonegar 14 milhões de euros em ganhos com direitos de imagem

A defesa de Cristiano Ronaldo entende que a Justiça da Espanha exagerou ao considerar fraudulento o sistema financeiro montado pelo craque português. Segundo o jornal "El Mundo", para justificar que o atacante cumpre procedimento fiscal regularizado, os advogados mostrarão os expedientes financeiros de Benzema e Pepe.

A Fazenda estima que CR7 tenha sonegado um total de 14,7 milhões de euros na declaração dos ganhos com direitos de imagem. A defesa de Ronaldo quer mostrar que o atleta segue procedimento fiscal muito parecido em relação a Benzema e Pepe.

A ideia de apresentar levantamentos fiscais de Benzema e Pepe ocorreu após o Tribunal citar casos de jogadores que trabalhavam com o mesmo agente de Cristiano Ronaldo. O juizado não citou nomes, mas os advogados do atacante entendem que são Benzema e Pepe.

Para a defesa de CR7, citar dois atletas com estruturas tributárias parecidas e já citados indiretamente no Tribunal pode ser uma forma de evitar condenações.

CR7 contesta Fazenda espanhola

Cristiano Ronaldo contestou formalmente as acusações da Fazenda espanhola de fraude fiscal e rejeitou fazer acordo para liquidar a dívida alegada em 14,7 milhões de euros em impostos não pagos.

A publicação diz ter tido acesso a um documento assinado pelo jogador do Real Madrid em que ele classifica a denúncia contra ele como "inconsistente, infundada e contrária à lei".

Cristiano Ronaldo ainda alega que a acusação é baseada "no uso arbitrário de critérios contrários ao Direito Tributário e é facilmente removível por um observador objetivo".

A Fazenda espanhola apresentou em junho uma denúncia contra Cristiano Ronaldo por quatro delitos fiscais que teriam sido cometidos entre 2011 e 2014 e somariam uma dívida de 14,7 milhões de euros com o fisco.

Em julho do ano passado, Cristiano Ronaldo prestou depoimento à juíza Mónica Gómez Ferrer, da Audiência Nacional. Nele, disse que jamais tentou cometer qualquer tipo de crime fiscal.

"Eu sempre paguei impostos, sempre. Na Inglaterra e na Espanha. E sempre vou pagar. Como a senhora sabe, não posso esconder nada, seria ridículo da minha parte. Sou como um livro aberto. Não é preciso nada além de entrar no Google e digitar 'Cristiano' que aparece tudo. Por exemplo, na revista 'Forbes' sai tudo que eu ganho", afirmou o astro do Real Madrid à juíza.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos