Jonas elogia conduta de Gabigol no Benfica: "Era o primeiro a chegar"

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação/Benfica

Depois de uma frustrante passagem pela Inter de Milão, Gabigol teve uma segunda oportunidade na Europa. A curta passagem pelo Benfica, porém, foi semelhante à vivida na Itália: apagada e com poucos minutos em campo. Para o brasileiro Jonas, ídolo da equipe portuguesa, não foi por falta de vontade que o insucesso se deu. Muito pelo contrário.

"Ele chegou muito contente, era o primeiro a chegar [nos treinos]. Sempre chegávamos primeiro nos treinamentos. Só que acho que, no caso do Gabigol, foi por opção mesmo. Treinador optava por outros jogadores que estavam há mais tempo no clube. O Benfica tem uma base muito boa, que está aqui desde o título de 2014", disse o atacante à ESPN, nesta terça-feira.

Consolidado no ataque e há pouco mais de três anos no clube português, Jonas fez questão de lembrar do único gol marcado pelo compatriota durante o período em que esteve por lá, no segundo semestre do ano passado.

"Acho que o time estava bem certinho e ele teve dificuldade de entrar. Nos jogos que ele entrou, mostrou que tem qualidade, fez um gol", acrescentou.

Sem espaço no velho continente, Gabigol retornou ao Brasil no final de janeiro, por empréstimo de um ano, justamente para o Santos, equipe que o apresentou para o mundo. O campeão olímpico ainda tem os direitos federativos ligados à Inter, mas custará ao Peixe cerca de R$ 600 mil mensais.

A expectativa é que o atacante, principal contratação Alvinegra na temporada, seja relacionado no próximo sábado (10), quando os comandados de Jair Ventura enfrentam a Ferroviária às 16h (de Brasília), na Fonte Luminosa, em jogo válido pela sexta rodada do Campeonato Paulista.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos