Jogar no meio de campo do City? 'Acho que toparia', diz goleiro Ederson

Do UOL, em São Paulo

  • Reuters/Jason Cairnduff

    Goleiro brasileiro do Manchester City relembrou treinos de faltas no São Paulo e atuações na linha durante passagem pelas categorias de base do Benfica

    Goleiro brasileiro do Manchester City relembrou treinos de faltas no São Paulo e atuações na linha durante passagem pelas categorias de base do Benfica

A obrigação de qualquer goleiro é ser bom com as mãos, mas Ederson garante que também não decepciona com a bola nos pés.

Em entrevista à edição de março da revista FourFourTwo, o goleiro brasileiro do Manchester City relembrou sua passagem pelas categorias de base do Benfica, entre 2009 e 2011. Durante o período, era inclusive chamado para atuar no meio de campo dos times.

Divulgação
Brasileiro relembrou convites para completar times nas categorias de base do Benfica: 'Eu não passava vergonha'
"Quando eu jogava nas categorias de base do Benfica, eles sempre me chamavam para jogar no meio de campo caso faltasse um jogador, e eu não passava vergonha", disse Ederson, que não se negaria a jogar na linha caso fosse chamado para a tarefa no City.

"Se necessário, estou certamente pronto para a tarefa. Não seria fácil, especialmente no Campeonato Inglês, mas acho que poderia aceitar o desafio", completou.

Ederson atuou nas categorias de base do São Paulo entre 2008 e 2009, mudando-se para o futebol português ainda na adolescência. Embora não cite nominalmente uma influência de Rogério Ceni, o goleiro do Manchester City diz que também treinava cobranças de faltas na época.

"É algo que eu venho treinando desde que comecei no São Paulo. Com o passar do tempo, tentei melhorar", afirmou o goleiro. "Um de meus treinadores me encorajou a tentar. No começo, eu não queria bater faltas, mas ele me fez tentar. Então, comecei a marcar alguns gols e tudo mudou", completou.

Apesar dos treinamentos e dos bons resultados no fundamento, Ederson diz que não pretende cobrar faltas em jogos do Manchester City. "Há muitos cobradores melhores que eu no time", explicou o camisa 31. "Eu não faço mais isso. O City tem muitos especialistas no assunto", completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos