Jogador da seleção marfinense é detido acusado de violência doméstica

Do UOL, em São Paulo

  • Jean-Sébastien Evrard/AFP Photo

    Brice Dja Djédjé (à dir) passou por clubes com Olympique e Watford; hoje, joga no Lens

    Brice Dja Djédjé (à dir) passou por clubes com Olympique e Watford; hoje, joga no Lens

O lateral direito marfinense Brice Dja Djédjé foi detido nesta quinta-feira sob acusação de violência doméstica. Segundo informações divulgadas pela imprensa europeia, o jogador – que pertence ao Watford e atualmente defende o Lens na segunda divisão francesa – passou a noite na prisão.

A detenção do atleta aconteceu na França após denúncias feitas por sua companheira. As duas partes já foram ouvidas pelas autoridades. Segundo a legislação francesa, Dja Djédjé deverá pagar uma fiança de mil euros (cerca de R$ 4 mil) para deixar a cadeia.

Aos 27 anos, Brice Dja Djédjé acumula passagens por clubes franceses na carreira, com destaque para Evian (2010 a 2014) e Olympique de Marselha (2014 a 2016). Cedido ao Lens no início de 2018, fez três partidas até aqui: contra o Brest (1 a 1 fora de casa), Orleans e Sochaux (derrotas em casa por 1 a 0). No empate fora de casa por 1 a 1 com o Lorient, ficou de fora.

Pela seleção da Costa do Marfim, o jogador tem sido convocado desde 2013. No entanto, optou por ficar fora da Copa Africana de Nações 2015 – da qual os marfinenses foram campeões – para se dedicar ao Olympique, seu então clube.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos