Renato explica surpresa no time e sai otimista com Grêmio na Recopa

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

    Treinador lembrou que Grêmio fez apenas terceiro jogo no ano

    Treinador lembrou que Grêmio fez apenas terceiro jogo no ano

A escalação de Lima no time titular do Grêmio, no primeiro jogo contra o Independiente-ARG, passou pela condição física de Alisson. Logo depois do empate em 1 a 1 em Avellaneda, Renato Gaúcho revelou que o ex-jogador do Cruzeiro não estava 100% e por isso começou no banco. O treinador ainda valorizou o fato de ter empatado fora de casa mesmo sendo apenas a terceira partida na temporada e a consequente necessidade de vitória simples no Brasil.

Clique aqui e assista aos gols da partida. Na próxima quarta-feira, em Porto Alegre, o Grêmio fica com o título da Recopa com qualquer vitória. Em caso de novo empate, o jogo vai para prorrogação. E podendo ir aos pênaltis.

"Foi um grande resultado. Não soubemos aproveitar a vantagem de ter um homem a mais, principalmente no primeiro tempo. Depois a gente teve mais a bola, mas eles se fecharam bem. Mas voltamos para Porto Alegre vivíssimos. Aqui é sempre difícil de jogar, mesmo com um homem a mais. Na próxima semana a história vai ser diferente, a gente vai jogar em casa. Foi um grande resultado, mesmo com um homem a mais. Voltamos para casa necessitando de uma vitória simples. Pior seria voltar com uma derrota", disse Renato Portaluppi.

Luan abriu o placar, Gigliotti foi expulso na sequência só que antes do intervalo Bruno Cortez fez gol contra e o empate seguiu por toda a etapa final. Depois do intervalo o Grêmio melhorou, teve mais profundidade. Mas seguiu sem ser contundente.

A escalação na Argentina teve uma grande novidade: Lima. Ele foi escalado por conta da situação de Alisson, que entrou no intervalo da partida diante do Brasil de Pelotas e sentiu desconforto.

"O Lima começou a partida porque no jogo contra o Brasil de Pelotas, quando coloquei o Alisson, na metade do segundo tempo pedi para ele fazer uma coisa e ele disse que não podia. Estava com a perna pesada. Resumindo, ele não estava 100%. Era certo uma troca com ele, se começasse. O Lima tem as mesmas características. A equipe toda não foi bem no primeiro tempo. No segundo tempo melhoramos. O Alisson é mais cascudo, entrou bem. Mas no primeiro tempo o grêmio não se encontrou, depois valorizamos mais a posse da bola. Quando o Alisson entrou, a equipe toda melhorou e passamos a controlar o jogo", comentou Renato.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos