Prefeitura de São Vicente cobra na Justiça R$ 1,9 mi de empresa de Neymar

Bruno Thadeu

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / REMY GABALDA

    Prefeitura alega que N&N não recolheu ISS; defesa da empresa nega irregularidade

    Prefeitura alega que N&N não recolheu ISS; defesa da empresa nega irregularidade

A Prefeitura de São Vicente acionou a empresa N&N Consultoria Esportiva acusando de dívida fiscal de R$ 1,9 milhão. A empresa da família do atacante funcionou na cidade litorânea de 2011 a 2014, antes de ser alterada para Santos/SP.

Na ação, a Procuradoria da Fazenda municipal alega que a N&N não recolheu tributo (ISS) de R$ 1,5 milhão referente a um acordo feito pela empresa da família de Neymar com o Barcelona no valor de 40 milhões de euros. Com correções, esse valor alegado pela prefeitura vicentina sobe para R$ 1,9 milhão.

Na semana passada, o juiz Fabio Francisco Taborda determinou a suspensão da cobrança feita pela Prefeitura até que o processo seja concluído. O juiz também determinou que a ação corra em segredo de Justiça.

Na ação, a defesa de Neymar diz que a transação não foi consumada em 2011, como apresenta o ano-base formulado pela Prefeitura. O que houve, segundo a defesa da N&N, foi um acordo de preferência de compra, cujos valores seriam depositados posteriormente.

O acordo de 2011 previa acerto futuro, mas esse acerto foi pago em parcelas, sendo a primeira em setembro de 2013 e a última em janeiro de 2014, salienta a defesa da N&N. O ISS não pode ser recolhido com base em acordo futuro.

Os advogados da N&N acrescentam que o ISS é recolhido com base em prestação de serviço. Mas a defesa da família diz que o acordo firmado com o Barça foi a título de "empréstimo e indenização", não caracterizando prestação de serviço. 

Em nota a N&N Consultoria Esportiva e Empresarial respondeu:
1) A Empresa N&N Consultoria Esportiva e Empresarial não reconhece a cobrança do ISS pois a transação NÃO FOI PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS e sim INDENIZAÇÂO.  Desta forma não há incidência do dito Imposto.
2) O ISS é um imposto cobrado sobre serviços , por essa razão não houve o pagamento já que o motivo foi INDENIZAÇÃO . Desta forma, não há cobrança de impostos  
3 ) O Motivo da transferência se deu devido a Construção de uma nova SEDE ( Avenida Ana Costa, 56 - 2º andar ). Prédio com mais estrutura (estacionamento e localização ). E principalmente por sinergias com outras Empresas da familia que ficam localizadas no mesmo prédio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos