Ataque em alta reforça certeza do Flu de acerto em venda de Dourado

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

Os 13 gols marcados nas últimas três partidas só reforçam uma certeza nas Laranjeiras: a venda de Henrique Dourado para o Flamengo não deixará sequelas para o Fluminense.

Ainda que o jogador tenha saído do clube com o carinho e respeito de todos, a negociação foi considerada positiva para o Flu, que embolsará algo em torno de R$ 8 milhões pelo seu ex-jogador.

Além da parte econômica, os tricolores entendiam, embora não admitam publicamente, que um novo "ano mágico" do Ceifador não seria algo fácil de ser repetido. Diante desta equação e da vontade do centroavante em deixar o Flu, o negócio foi algo encarado com naturalidade.

O torcedor ficou sentido ao ver Dourado vestir rubro-negro, mas quem permaneceu tem dado conta do recado. Antes contestados por boa parte da torcida, Marcos Jr. e Pedro têm, aos poucos, conquistado a confiança dos tricolores. Com sete gols no ano, o primeiro vem sendo o principal nome no ano. Já o centroavante não marcou tantos gols [3], mas já colaborou com quatro assistências para os companheiros.

"Isso é resultado do trabalho no dia a dia, as coisas estão acontecendo", analisou Marcos Jr. ao "Premiere".

Mas o desempenho fulminante do setor ofensivo no momento não faz com que a direção tricolor esteja satisfeita. É consenso na cúpula que nomes para o ataque têm de ser contratados. Com o orçamento enxuto, no entanto, o Flu tenta minimizar a margem de erro no mercado.

Após golear o maior adversário, o Fluminense volta suas atenções para o Avaí, rival de quinta-feira, às 19h30, no Nilton Santos, em jogo válido pela Copa do Brasil.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos