Árbitro brasileiro na Copa 18, Sandro Meira Ricci irá apitar no Paranaense

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

  • REUTERS/Amr Abdallah Dalsh

    Ricci já havia sido árbitro de vídeo antes de usar o recurso em campo em jogo do Real Madrid

    Ricci já havia sido árbitro de vídeo antes de usar o recurso em campo em jogo do Real Madrid

O único árbitro brasileiro selecionado pela Fifa para a Copa do Mundo da Rússia 2018, o mineiro Sandro Meira Ricci, irá apitar pela Federação Paranaense de Futebol a partir deste mês. O árbitro pediu transferência para a federação do Paraná por conta do seu trabalho como funcionário público: é analista de comércio exterior do Governo Federal, concursado, e acaba de ser transferido para

Aos 43 anos, Ricci é árbitro Fifa desde 2011 e a Federação Paranaense será a quarta pela qual Ricci passará. Ele começou a carreira de árbitro no Distrito Federal, mudou-se para Pernambuco e recentemente estava em Santa Catarina. Ricci será o primeiro árbitro filiado ao Paraná a apitar em um Mundial.

A transferência está em processo de documentação. Nem Ricci, nem a FPF quiseram falar sobre a ida do árbitro Fifa para o Paraná, mas a previsão é de que ele já apite jogos do Paranaense 2018 a partir de março.

Ricci ficou mundialmente conhecido por ser o primeiro árbitro a usar o recurso de vídeo em uma competição Fifa. Ele anulou um gol do Real Madrid contra o Al Jazira, na semifinal do Mundial de Clubes de 2017. Ele também foi o primeiro árbitro de vídeo na Copa Libertadores, e usou o recurso ao marcar um pênalti no jogo entre os argentinos River Plate e Lanús, avisando o árbitro central Wilmar Roldán, colombiano, para a conversão em gol que classificou o Lanús para a final contra o Grêmio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos