Atlético-PR pagou R$ 72 mil para blogueiro que ataca desafetos de Petraglia

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

  • Reprodução

    Atlético contratou blogueiro que exalta Petraglia e ataca quem critica sua gestão

    Atlético contratou blogueiro que exalta Petraglia e ataca quem critica sua gestão

Documentos datados de 2017 mostram que o Atlético Paranaense tem em sua folha de pagamento a empresa de Robson Cerizza, jornalista sem formação universitária na área. Blogueiro com atuação abertamente favorável à gestão atual do clube, comandada por Mario Celso Petraglia, ele se registrou no MTB sob o número 0011143/PR em 24 de fevereiro de 2017, oito dias depois do contrato assinado para "serviços em consultoria de comunicação do Conselho Deliberativo do CAP", presidido pelo dirigente. 

Arquivo Pessoal
Cerizza (E) e Petraglia: contratado para serviços em comunicação se tornou jornalista via DRT após assinar

O contrato (veja abaixo) oferece uma remuneração mensal de R$ 6 mil mensais, totalizando 72 mil reais repassados a Cerizza nos últimos 12 meses, como mostra um segundo documento com a marca do Atlético. O valor é quase duas vezes maior que o piso recomendado pelo Sindicato dos Jornalistas para a remuneração de um profissional como repórter no Paraná; Cerizza tem como atividade regular o cargo de gerente administrativo e é dono de um bar em Colombo, Região Metropolitana de Curitiba.

No contrato, o Atlético justifica a contratação do blogueiro para trabalhar "Cultura, história e tradição do CAP" e ainda coloca como obrigação um "padrão de qualidade exigidos pelos Conselhos Administrativo e Deliberativo do CAP". O contrato foi assinado por Marcio Lara e Lauri Antônio Pick, vice-presidentes do clube e Luiz Sallim Emed, presidente do Conselho Gestor.

Blog faz agressões a jornalistas e desafetos de Petraglia

Reprodução
Blog prometia "a verdade" sobre negócios do Atlético Paranaense

Com o nome de "Olho no Lance", o blog celebra os feitos de Mario Celso Petraglia e ataca a desafetos políticos ou jornalistas que porventura publiquem notícias que possam ser compreendidas por Petraglia como negativas. O blogueiro citou constantemente o advogado Henrique Gaede, candidato da oposição nas últimas eleições, tratando como uma "farsa" o movimento articulado junto com a torcida organizada por mudanças na política com os sócios.

Em vários posts, trata os assuntos do clube na linha "contra tudo e contra todos". Quando da eliminação recente para o Rio Branco no Paranaense, criticou o regulamento e a ausência dos sócios: "Vou para ver o Atlético, sou sócio e colaboro mensalmente com o meu time de coração. O dia que não puder pagar o que o clube acha justo, fico em casa, ouço na RádioCAP ou assisto pela TV, simples. Melhor ter 20 mil sócios pagando em dia e ajudando meu time, do que ter um estádio lotado com ingressos a preços de banana e nenhum lucro, além de um clube fraco, falido e sem pretensões futuras maiores", escreveu Cerizza, em alinhamento com diversas declarações públicas de Petraglia.

O blog atacou vários jornalistas no período. O colunista Augusto Mafuz, da Tribuna do Paraná, foi chamado de perdedor por críticas à gestão Petraglia: "Todo perdedor julga um vitorioso como perdedor, por não ter a competência de ser melhor do que ele", escreveu. Atacou também a rádio Transamérica de Curitiba, acusou uma profissional do Globo Esporte.com de estar "contratada pela oposição" (foi interpelado judicialmente e apagou os posts) e também disparou contra uma reportagem do UOL Esporte sobre as conversas entre Petraglia e o ex-vice-presidente do Coritiba, Alceni Guerra, para um estádio único para ambas as equipes. "Alucinações da mídia", disse ele, negando a reconhecida reunião entre ambos no IPPUC em 2017.

Reprodução
Petraglia compartilha as postagens em seus perfis pessoais

Cerizza confirma contrato, mas não comenta prestação

O UOL Esporte conversou com Robson Cerizza, que negou que o contrato seja para manter o blog, lançado em 2015. "O blog é um meio de expressão... quanto a  minhas atividades profissionais cabe somente a mim. Quem quiser me contratar que fique à vontade, podemos discutir viabilidade de trabalho. O blog é minha voz, não do clube", declarou, defendendo a contratação: "Sou jornalista, tenho DRT. Trabalho na área de comunicação com várias atividades profissionais. Atuei na área de marketing e propaganda para grande empresa do Paraná onde fomos muito bem sucedidos a nível nacional." Cerizza ainda disse que essa não é a atividade profissional dele.

O UOL Esporte também entrou em contato com o Atlético pedindo uma posição do clube sobre a contratação para a área de comunicação e também uma entrevista com Mario Petraglia. O clube só se manifestou através de nota oficial. Assumiu a veracidade do documento e qualificou como "leviana tentativa de associação entre as matérias que publica em seu "blog" pessoal e a consultoria de comunicação que presta ao Clube", sem no entanto detalhar quais seriam esses serviços. Ainda prometeu "medidas cabíveis, interna e externamente, para fins de apuração e devida responsabilização dos envolvidos pela indevida divulgação."

O contrato e os demais documentos foram vazados na internet pelo perfil "@anonymous__CAP", no Twitter, na noite de segunda-feira (27), e tiveram sua veracidade confirmadas pelo UOL Esporte. O perfil já se encontra fora do ar.

O contrato

Reprodução
Contrato fala em consultoria em comunicação ao Conselho Deliberativo do Atlético, presidido por Petraglia

Reprodução
Presidente do Conselho Gestor, Luiz Sallim Emed assina o contrato

Reprodução
Pagamentos são listados em contabilidade do Atlético

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos