Grêmio sofre para marcar e reforça necessidade de contratar centroavante

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

    Renato Gaúcho, técnico do Grêmio, durante partida contra o Defensor, no Uruguai

    Renato Gaúcho, técnico do Grêmio, durante partida contra o Defensor, no Uruguai

Cinco jogos, quatro gols marcados. Esta é a estatística do time titular do Grêmio neste ano. A fraca produção ofensiva reforça a necessidade da contratação de um centroavante, e gera preocupação.

Nesta terça-feira, o empate em 1 a 1 com o Defensor, no Uruguai, abriu a Libertadores ressaltando este problema. Com domínio absoluto do jogo, O Grêmio penou para rasgar a retranca da equipe de Montevidéu. E depois de conseguir, numa falha isolada da defesa sofreu o gol de empate.

E as razões para não conseguir marcar tantos gols se justificam na postura adversária e na falta de ritmo, segundo o técnico Renato Gaúcho.

"É um pouco de tudo. Também pela falta de ritmo. Eu falo sempre para vocês, o campeonato (Gaúcho) começou com meu time de férias. Depois tivemos uma disputa de competição em dois jogos, conquistamos o título. É lógico que estamos devendo, mas no sentido que apenas na sequência de jogos vamos conseguir dar. É impossível no começo do ano. Os jogadores ainda não têm o melhor ritmo, temos jogadores novos no elenco. Precisamos melhorar, podem cobrar isso, mas só vem com a sequência de jogos", disse o técnico Renato Gaúcho. "Marcamos poucos gols, mas em 30 dias conquistamos um título", rebateu.

Contra o Defensor o Tricolor encontrou situações semelhantes ao Campeonato Gaúcho. Um rival basicamente se defendendo e esperando a oportunidade de contra-atacar.

"Não estamos fazendo o gol, mas estamos criando. Ruim é quando não se cria. Temos jogadores novos, são cinco jogos na temporada. Em seguida a bola vai entrar e vamos fazer mais gols. Tivemos mais posse de bola, infelizmente sofremos o empate", acrescentou o volante Maicon, autor do gol nesta terça-feira.

Centroavante é alvo da direção

O Grêmio não esconde o desejo de contratar um centroavante. Atrás desta peça desde o início do ano e ainda com Hernane Brocador para estrear, o Tricolor optou por Cícero improvisado no ataque no primeiro tempo. No segundo, colocou Jael e recuou Cícero para ser volante.

"Confio no Renato, ele domina essas questões. Gosto do Cícero meio como segundo volante, mas vai bem na frente também. Confio no Renato", avaliou o vice de futebol Duda Kroeff.

No Uruguai, o Tricolor tentou a contratação de Gonzalo Carneiro, mas depois de conversar com o estafe do jogador e a direção do clube uruguaio, não teve êxito na chegada dele. Continua atrás de opções que caibam no orçamento do clube.

Os jogos dos titulares até agora foram: empates em 0 a 0 e 1 a 1 com Independiente (pela Recopa), empate em 1 a 1 como Defensor, derrota por 1 a 0 para o Cruzeiro-RS e vitória por 2 a 1 sobre o Brasil de Pelotas (ambos pelo Gaúcho). Nos demais compromissos, time B ou reserva.

No domingo, o rival será o Juventude pelo Estadual e novamente os titulares devem atuar.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos