Topo

Futebol


Problemas na panturrilha acompanham Fred desde os tempos de Atlético e Flu

AFP PHOTO / JUAN MABROMATA
Dores na panturrilha tirou Fred de campo após cinco minutos na estreia do Cruzeiro Imagem: AFP PHOTO / JUAN MABROMATA

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

2018-02-28T07:51:00

28/02/2018 07h51

Principal contratação do Cruzeiro para o ano de 2018, o atacante Fred só passou cinco minutos em campo na estreia do time na Copa Libertadores da América, que terminou com a derrota diante do Racing por 4 a 2, na noite dessa terça-feira. O camisa 9 precisou ser substituído após sua primeira finalização na partida e reviveu um problema que já o incomoda há anos: as dores na panturrilha. Assista aos gols do jogo.

O drama vivido por Fred, agora no Cruzeiro, também ocorreu nas passagens do jogador pelo rival Atlético-MG e pelo Fluminense. Em seu primeiro ano no Galo (2016), o atacante teve poucos problemas físicos, mas em julho do ano passado foi constatado com um estiramento na panturrilha direita. Na ocasião, ele voltou na partida decisiva contra o Jorge Wilstermann, pouco mais de duas semanas depois, mas jogou visivelmente no sacrifício e não conseguiu ajudar a equipe a se classificar na Libertadores.

Ainda antes de defender o Atlético, Fred também encarou os problemas na panturrilha quando vestia a camisa do Fluminense. Seja na perna esquerda ou na direita, o jogador viveu o drama em pelo menos três ocasiões. Em uma delas, chegou a perder 22 jogos do Brasileirão de 2010. Frequentemente convocado para a Seleção Brasileira, suas participações com a amarelinha também ficaram prejudicadas em alguns momentos.

De volta a Belo Horizonte nesta quarta-feira, Fred será avaliado pelos médicos na Toca da Raposa. Apesar do diagnóstico ainda desconhecido sobre o tempo que poderá ficar de molho, o atacante deverá ter poucas chances de entrar em campo nos compromissos seguintes. O próximo deles será contra ninguém menos que o rival e ex-clube do jogador. A partida será neste domingo às 11h no estádio Independência.

"Não sei ainda como vai ser, vamos fazer a avaliação algumas horas depois. É uma situação que é preciso esperar um pouco. Os médicos irão avaliar isso ainda, mas nós temos um grupo. Perde um, ganha outro. Daqui a alguns dias nós jogaremos um clássico e temos que passar por cima das dores", comentou o técnico Mano Menezes, após a partida.

Mais Futebol