PSG anuncia que Neymar será operado no Brasil por médico da seleção

Do UOL, em São Paulo

  • Thibault Camus/AP

O Paris Saint-Germain decidiu nesta quarta-feira (28) que irá realizar cirurgia em Neymar, que sofreu fissura no quinto metatarso do pé direito. A confirmação da operação no atacante põe fim à polêmica sobre o procedimento a ser adotado para a recuperação do craque. O clube oficializou a decisão em um comunicado em seu site. Rodrigo Lasmar, médico da seleção brasileira, será o responsável pelo procedimento, que será realizado neste fim de semana, no Brasil.

Além de Lasmar, o cirurgião Gérard Saillant, responsável por operar o joelho de Ronaldo, acompanhará a cirurgia como representante do PSG.

Segundo o pai do jogador, com ou sem a realização da cirurgia, o tempo de recuperação de Neymar seria de no mínimo seis semanas, o que significa que o atacante não poderá atuar até pelo menos até a metade de abril. Neymar-pai complementou a informação dizendo jogador deve ficar até oito semanas longe dos gramados.

Enquanto aguardava a decisão do clube, o atacante brasileiro almoçou normalmente com o restante do time, que enfrentará o Olympique de Marselha em confronto das quartas de final da Copa da França. O adversário do dia é o mesmo do último domingo (25), dia em que Neymar teve a torção que resultou na contusão diagnosticada na segunda-feira.

A decisão dá um ponto final à controvérsia instaurada nos últimos dias, com declarações opostas por parte do técnico Unai Emery e o pai do jogador, além da especulação se a presença de Neymar seria possível para o jogo contra o Real Madrid na próxima terça-feira (6).

O estafe do jogador já havia concluído que a cirurgia era o melhor caminho para lidar com a fissura sofrida pelo jogador, porém o PSG ainda não havia sido consultado. A informação foi publicada por diversos veículos da imprensa brasileira, inclusive o UOL Esporte, na terça-feira (27), porém foi refutada por Unai Emery, que negou o procedimento e deixou no ar a possibilidade de Neymar jogar contra o Real Madrid.

O pai de Neymar negou que o estafe do atleta tivesse decidido pela cirurgia, porém confirmou que o caso era cirúrgico. Em entrevista à "ESPN Brasil", ele também criticou as afirmações de Emery e disse ser "absurdo alguém pensar que ele vai conseguir jogar com uma fissura no pé".

Em meio a tudo isso, Neymar não se manifestou. Normalmente ativo nas redes sociais, o jogador ficou em silêncio desde que publicou uma foto com o tornozelo enfaixado em sua conta no Instagram. Àquela altura, ainda não havia sido diagnosticada a fissura no metatarso.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos