Campeão a cada 23 partidas como técnico, Guardiola faz 100º jogo pelo City

Caio Carrieri

Colaboração para o UOL, em Manchester (ING)

  • Carl Recine/Reuters

Quatro dias depois de conquistar seu primeiro título pelo Manchester City, Josep Guardiola alcançará a marca de 100 jogos no comando do clube que o escolheu para liderar o projeto de potência global traçado pelo braço esportivo do Abu Dhabi United Group, propriedade do bilionário xeque Mansour bin Zayed.

O adversário será exatamente o mesmo contra quem Pep ergueu a taça inaugural desde que chegou à Inglaterra, em julho de 2016. No último domingo, a goleada por 3 a 0 garantiu a conquista da Copa da Liga sobre o Arsenal, em Wembley. Às 16h45 (horário de Brasília) desta quinta-feira (1), o confronto será na casa dos Gunners, o Estádio Emirates, em partida isolada da 28ª rodada do Campeonato Inglês, do qual o City é líder disparado a 11 jogos do fim – caso volte a vencer em Londres, a equipe treinada pelo técnico catalão alcançará 16 pontos de vantagem sobre o segundo colocado, o arquirrival Manchester United.

"Continuaremos a busca pelo título mais importante da temporada, que é o da Premier League, que está acima da Liga dos Campeões", declarou Guardiola na véspera do confronto com o sexto colocado, 27 pontos atrás. "É na liga que o time mostra consistência, e os jogadores estão cientes do significado dessa conquista para o futuro do clube".

Com o troféu muito bem encaminhado da liga nacional mais poderosa do mundo, o ex-capitão do Barcelona tem média impressionante de ser campeão a cada 23 partidas em que esteve no comando de um clube. São 507 duelos em toda a carreira. No retrospecto geral, o espanhol de 47 anos tem 373 vitórias, 79 empates e 55 derrotas, o que representa 78% de aproveitamento. Pelo City existe uma ligeira diferença: 76%, ao acumular 70 triunfos, 16 igualdades e 13 revesses.  

"No futebol, a rotina exige que você esqueça tudo o que você já fez, seja bom ou ruim, para pensar no próximo jogo. Fomos campeões, tudo bem, mas em maio é que vamos ter tempo para analisar como foi a temporada", acrescentou.

Em termos de títulos, os maiores feitos de Pep são duas Liga dos Campeões (2009 e 2011) pelo Barcelona, onde também levantou três canecos do Campeonato Espanhol, entre 14 conquistas no total. Pelo Bayern de Munique, foi tricampeão da Bundesliga, mas falhou na briga pelo tão cobiçado torneio europeu, o que também aconteceu na primeira tentativa com o Manchester City.

Depois de cair nas oitavas de final para o Monaco-FRA na campanha passada, Guardiola viu o City encaminhar com tranquilidade a classificação para as quartas ao golear o Basel por 4 a 0 no embate de ida, na Suíça. A volta, em Manchester, será no próximo dia 7 de março.

Antes de ser eliminado para os franceses de maneira precoce em 2017, Pep tinha chegado ao menos às semifinais nas sete edições anteriores  que já estivera à beira do campo no comando de um clube.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos