Hospital envia mensagem e aconselha funcionários a não tietarem Neymar

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • REUTERS/Stephane Mahe

A preparação especial para receber Neymar para cirurgia no pé atingirá até mesmo os trabalhadores do Hospital Mater Dei, localizado em Belo Horizonte. Segundo apuração do UOL Esporte, os funcionários do local já foram orientados pela direção a não usarem seus celulares quando estiverem próximos ao quarto do atleta.

O intuito é evitar que imagens do atacante do Paris Saint-Germain vazem ao público geral, e também que os funcionários evitem tietar o astro da seleção brasileira durante seus expedientes.

Com cirurgia marcada para o próximo sábado (3), Neymar deve aterrissar na capital mineira nesta sexta-feira (2). O jogador chegou ao Rio de Janeiro nesta quinta-feira (1), acompanhado de Rodrigo Lasmar, médico da seleção brasileira que será o responsável por operar o atacante.

Na chegada ao Brasil, Lasmar confirmou que Neymar deve se recuperar em até três meses. "Fratura no quinto metatarso (no pé direito), fratura importante de um osso no meio do pé. A operação será no sábado pela manhã, em Belo Horizonte. Não temos horário certo, mas com certeza será nesse dia. São dois meses e meio, três meses de recuperação. Após a cirurgia teremos mais detalhes sobre esse tempo."

A escolha de Neymar para operar na capital de Minas Gerais teve influência de Lasmar. Responsável por fazer a cirurgia no pé direito do atacante, ele indicou o Hospital Mater Dei ao estafe do jogador, que viu a escolha com bons olhos.

Segundo Lasmar, a opção pela cirurgia foi unânime, com o PSG concordando desde o início que seria a única opção segura. "Existem diversos tipos de fratura. Para uma fratura como essa, que muitas vezes vem silenciosa e acaba com um evento agudo, como aconteceu com o Neymar, não resta dúvida. A melhor e única indicação é o tratamento cirúrgico porque o tratamento conservador dá uma chance muito grande de uma refratura dentro de um prazo muito curto. Não podemos correr esse risco", disse.

O pai de Neymar disse recentemente que jogador deveria ficar até oito semanas longe dos gramados. Apesar disso, a previsão do médico da seleção brasileira é de um retorno mais tardio.

A lesão de Neymar é semelhante à sofrida por Gabriel Jesus no começo de 2017. Na ocasião, o jogador fraturou o quinto metatarso do pé direito na partida contra o Bournemouth, em 13 de fevereiro, e também passou por cirurgia. Ele voltou a treinar em sete semanas, mas foi relacionado pelo técnico Pep Guardiola apenas para um jogo no dia 28 de abril, dois meses e meio após a lesão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos