Sheik admite jogar como 9 no Corinthians: "Fiz grandes jogos nessa posição"

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Vorley/AGIF

Ainda sem um centroavante, o Corinthians vem sofrendo no ataque desde que vendeu Jô ao Nagoya Grampus, do Japão. Principal nome da posição na equipe que venceu a Libertadores de 2012, Emerson Sheik admitiu em entrevista coletiva nesta sexta-feira (2) que não vê problemas em atuar como centroavante.

"Na minha última temporada eu joguei mais centralizado e fiz grandes jogos na ponte nessa posição, mas como se trata de Corinthians, onde te colocarem você joga pela concorrência. Aqui há atletas de muita qualidade. Jogar todo mundo quer, mas eu estou aqui para poder dar a minha parcela de ajuda", disse.

O jogador, que entrou bem no segundo tempo do jogo contra o Millonarios na última quarta-feira, vem sendo cotado para atuar no 11 inicial da equipe que enfrenta o Santos no próximo domingo. Apesar das ambições, Emerson afirma estar tranquilo.

"O Fábio (Carille) está olhando, assim como a comissão, fico feliz porque as oportunidades vêm aparecendo. Não tenho pressa. Todos querem jogar, jogos grandes assim. Na minha carreira tive êxitos em muitos clássicos, mas também derrotas. O importante é quem entrar jogar bem para o time vencer."

Autor de um belo gol no jogo de ida da semifinal da Libertadores de 2012 contra o próprio Santos, o atacante crê que a rivalidade entre as equipes alvinegras diminuiu um pouco nos últimos anos. "É um clássico, temos que ser inteligentes. Acho que a rivalidade nos últimos anos contra Palmeiras e SP nos últimos anos estão mais fortes, contra o Santos não tanto, mas isso não tira a grandeza do jogo e do dérbi. Com o Santos ficou um pouco para trás, mas sem tirar a grandeza do Santos."

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos