Nutricionista que cuidou de Jô agora muda cardápio e faz Sheik dormir cedo

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

    Emerson vai em disparada: aos 39 anos, novos cuidados para se manter em alta

    Emerson vai em disparada: aos 39 anos, novos cuidados para se manter em alta

Seguir em alto nível, com 39 anos, é um desafio para Emerson Sheik no retorno ao Corinthians. Para que a experiência de voltar ao clube seja a melhor possível, ele tem se submetido a uma mudança de hábitos, o que mostra não apenas com as palavras. 

No último domingo (4), depois de Santos 1 x 1 Corinthians, Emerson saboreava uma maçã enquanto deixava o vestiário do Pacaembu - diferentemente de alguns outros colegas, que faziam o mesmo trajeto com salgado e refrigerante. A principal responsável por uma mudança de comportamento é a nutricionista Chris Neves, que tem dedicado atenção especial para Sheik. 

"Eu tenho o acompanhamento da Chris, nutricionista do clube. Agora tenho hora certa de me alimentar e não pode comer muita coisa. É seguir isso, fazer bem, porque trabalho com grandes profissionais. Desde que cheguei ao clube, estou seguindo à risca, atendendo os pedidos. Em 20 dias, atingi o peso. Está sendo positivo", disse Emerson em conversa com o UOL Esporte.

No cardápio estabelecido, Emerson conta que "a recomendação é por uma boa alimentação, com frutas, legumes e massa". Com a irreverência habitual, o atacante admite que as coisas já foram diferentes em sua rotina. "Ah, antigamente, não era assim...(risos)", complementou. 

Um dos principais frutos recentes do trabalho de Chris Neves, nutricionista do clube desde 2000, foi o atacante Jô. Principal jogador do futebol brasileiro na última temporada, o centroavante passou por um processo de reeducação alimentar orientado pela profissional, perdeu peso, ganhou velocidade e surpreendeu até mesmo seus familiares pela mudança de hábitos. 

Cuidado com o sono também faz parte da mudança

Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

O atacante também afirma que a vida noturna, definitivamente, foi deixada de lado. A prioridade, fora dos horários de treinamentos, está nos cuidados com o corpo. "Além da alimentação, ter cuidados com o sono. O nosso dia a dia não tem treinos em dois períodos. Então aproveitar...quando o treino é de manhã ou de tarde, aproveitar o restante do horário de folga para descansar, para dormir e me alimentar bem. Dormir cedo", explicou Emerson. 

Em entrevista coletiva na última semana, ele já havia falado do impacto dessas mudanças na vida pessoal. "Fisicamente, sou privilegiado. Ao longo da minha carreira, ao contrário do que muita gente pensa por conta de já ter visto várias matérias minhas em festas e eventos que não estão ligados ao esporte, sempre escolhi bem os lugares onde fui. Treino de manhã? Nunca. Treino à tarde? É possível. Hoje o treino pode ser de manhã ou de tarde que não dá (risos)", declarou. 

Emerson sabe que só com bom desempenho e comportamento terá uma vida mais longa no retorno ao Corinthians. O contrato do atacante com o clube é válido até junho, portanto o tempo para mostrar serviço e negociar com uma sequência é curto. As oportunidades, por enquanto, já têm aparecido: embora não tenha feito jogos como titular, ele foi acionado por Carille em cinco das sete partidas desde que estreou. Na melhor dessas aparições, contra o Millonarios, justificou a aposta da direção de que possa ser um diferencial para alguns jogos da Libertadores. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos