Torcida fecha avenida e São Paulo abre CT para festa antes de clássico

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • José Eduardo Martins/UOL Esporte

    Torcedores começaram festa na Avenida Marquês de São Vicente

    Torcedores começaram festa na Avenida Marquês de São Vicente

O São Paulo não pretendia abrir o treino desta quarta-feira. Nem para jornalistas, nem para torcedores. Ainda assim, grupos e perfis da torcida nas redes sociais divulgaram que seria possível assistir ao treinamento no CT da Barra Funda, depois de convocação de organizada para festa na porta do local. O desencontro de informações e a vontade de apoiar os jogadores antes do clássico contra o Palmeiras levou cerca de 700 de tricolores para o CT e o clube acabou cedendo e permitindo a entrada dos torcedores.

A concentração de são-paulinos começou de forma tímida e foi atrapalhada por uma forte chuva que caiu na capital paulista. Ainda em pequeno número, os torcedores buscaram abrigo em um ponto de ônibus em frente ao CT. A chuva passou, uma multidão se formou e a Avenida Marquês de São Vicente acabou interditada. Quatro viaturas da polícia militar monitoravam o movimento, que ganhou força com a chegada dos organizados.

Além de bandeirões de mastro, que não são permitidos nos estádios, a torcida carregava faixas alusivas a grandes momentos do São Paulo contra o Palmeiras na casa do adversário. Uma falava sobre as quartas de final da Copa do Brasil de 2000, quando o Tricolor venceu no antigo Palestra Itália por 3 a 2 e se classificou. O agora diretor-executivo de futebol Raí marcou um gol de letra e também foi citado na faixa. Outro golaço usado como inspiração, acompanhado de um "é possível", foi o de Cicinho, no triunfo por 1 a 0 no jogo de ida das oitavas de final da Libertadores de 2005.

José Eduardo Martins/UOL Esporte
Torcida do São Paulo ocupou arquibancada do campo principal do CT

Por volta das 16h20, o São Paulo comunicou a todos que seria possível acompanhar o restante do treino da equipe de Dorival Júnior, que foi exaltado pelos presentes duas semanas após ter a demissão cobrada - com pedidos para Vanderlei Luxemburgo ser seu substituto. Rapidamente, os torcedores tomaram a arquibancada do campo principal e continuaram a festa de apoio ao elenco. No CT ao lado, por curiosidade, o Palmeiras também realizava seu último treinamento antes do clássico da 11ª rodada do Campeonato Paulista, marcado para as 20h30 desta quinta-feira. E o som dos tricolores podia ser escutado em bom volume pelos alviverdes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos