Quem é o herói recluso do Paraná, que trocou o Inter para ter experiência?

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

  • Instagram Diego Gonçalves

    Diego Gonçalves é recluso com entrevistas: dois gols que tiraram o Paraná da crise

    Diego Gonçalves é recluso com entrevistas: dois gols que tiraram o Paraná da crise

Já era final de jogo e o Coritiba tinha um homem a mais em campo. O Paraná vencia, mas um empate poderia agravar a crise em uma equipe que até então só tinha uma vitória em nove jogos no ano. Aí, Diego Gonçalves pegou a bola, driblou quatro marcadores e fez o 2 a 0, selando a vitória na Vila Capanema. Na saída de campo, todos os microfones foram atrás do herói paranista, que se mostrou recluso: avisou que não falaria com a imprensa, nem mesmo com os apelos do assessor de comunicação do clube.

Diego tem 23 anos e já rodou bem, pela idade: era da Ponte Preta, foi para o Fluminense, passou por Portugal, defendeu a Portuguesa-SP e o Internacional, onde terminou a formação e se profissionalizou. "No Inter, passei a fazer parte do elenco Sub-23 da equipe e fui levado ao profissional pelo Celso Roth que até então era o treinador da equipe. Só tenho lembranças boas do clube, só tenho que agradecer, fiz muitos amigos e fui muito feliz no clube. Porém não tive muito espaço, o clube tinha bastante atletas na minha posição e precisava atuar", comentou o jogador no dia seguinte ao duelo com o Coxa, via assessoria pessoal.

Instagram Diego Gonçalves
Diego e sua mãe: tímido com entrevistas, solto no Instagram

Ele não quis conversar diretamente com a reportagem. Se diz tímido, avesso a dar entrevistas. A timidez não é tão presente nas redes sociais, onde demonstra carinho com suas mulheres: a esposa, a mãe e a irmã – além de várias selfies. No Paraná, terá a primeira chance de jogar na Série A brasileira como titular. Esteve em campo por alguns minutos na derrota do Inter para o Palmeiras em 2016, já no final do campeonato em que o Colorado caiu.

"Escolhi o Paraná por ser um clube grande, que tem grandes ambições para este ano. A torcida do clube é muito presente e incentiva bastante. Agora é trabalhar firme para manter o bom início que tive no clube. Tenho como objetivo pessoal fazer um bom estadual e como consequência um grande Brasileiro, nosso grande objetivo", escreveu. São dois gols em seis jogos, sua melhor média da carreira. O outro foi no final do jogo com o Cianorte, quando pediu para bater um pênalti que acabou salvando o Paraná da derrota. 

Seu contrato com o Paraná é por empréstimo até o final do ano, com cláusula de vitrine, não revelada. Com o Inter, tem compromisso até o fim de 2019.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos