Mega-agente de Cristiano Ronaldo turbina favorito ao acesso à elite inglesa

Caio Carrieri

Colaborador para o UOL, em Manchester (ING)

  • Jack Taylor / AFP

"Parabéns ao melhor time, mas espero que a liga possa ser justa e igualitária para todos os 24 participantes", dizia um desabafo no Twitter na noite de quarta-feira (7). "Não são certas as vantagens evidentes de uma equipe cujo proprietário tem ações na maior agência de jogadores". A mensagem na rede social seria só mais uma de um torcedor derrotado em um dia de rodada, se as palavras não tivessem sido escritas por Andrea Radrizzani, dono do tradicional Leeds United.

O milionário italiano recorreu ao Twitter para expressar a sua frustração após a derrota do seu clube, em casa, por 3 a 0 para o Wolverhampton Wanderers, líder isolado da Segunda Divisão Inglesa. Os dois primeiros garantem vaga diretamente para a milionária e globalizada Premier League após turno e returno, e as equipes da terceira à sexta posição definem em mata-mata o outro agraciado com o acesso. Depois de 35 partidas, o Wolves tem 76 pontos – 10 a mais do que o Aston Villa, terceiro colocado – e caminha para retornar à elite passados oito anos.

Com seu clube apenas como o 13º melhor do campeonato, Radrizzani aproveitou o revés para atacar a relação que os proprietários do Wolverhampton, do grupo chinês Fosun International, têm com o português Jorge Mendes, megaempresário no futebol e com Cristiano Ronaldo e José Mourinho entre sua vasta lista de clientes.

O Fosun International comprou o Wolves por 45 milhões de libras (R$ 202 milhões na conversão atual) em julho de 2016. Desde então, o clube contratou ao menos dez jogadores portugueses, sejam eles agenciados diretamente por Jorge Mendes ou com intermediação de profissionais da Gestifute, empresa que também gerencia a carreira do astro do Real Madrid. Atualmente, o elenco conta com sete jogadores oriundos de Portugal.

O meia Rúben Neves, 20 anos, contratado em julho de 2017 com Mendes como representante, tornou-se o reforço mais caro da história do clube: 15,8 milhões de libras. O meia-atacante Ivan Cavaleiro, 24, outro com a bênção do super-agente, até então detinha o recorde por ter se transferido do Mônaco por 7 milhões de libras, em 2016.

Sob a batuta de Jorge Mendes, o atacante Diogo Jota, 21, divide a artilharia do time na Segundona com o brasileiro Léo Bonatini – ambos têm 12 gols, cinco a menos do que o goleador geral, Bobby Reid, do Bristol City.

No comando da equipe está Nuno Espírito Santo, ex-goleiro e primeiro agenciado da carreira de Mendes, há mais de 20 anos no mercado. "Sou cliente do melhor agente do mundo. Eu faço o meu trabalho, e ele o dele", disse certa vez ao ser questionado sobre o relacionamento dos dois.

A ligação do Wolverhampton com Jorge Mendes vai além da indicação e negociação de atletas. O presidente do Fosun, Guo Guangchang, que comanda o clube, comprou participação na Gestifute. Por conta deste conflito de interesses, o Leeds e outros clubes da Segunda Divisão já se queixaram formalmente com a English Football League, entidade responsável pelo campeonato de acesso à Premier League.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos