Chilavert diz que era impossível marcar craque alemão: "odor era terrível"

Do UOL, em São Paulo

  • Gary Prior/Getty Images

    Michael Ballack foi um dos destaques da Alemanha na Copa do Mundo de 2002

    Michael Ballack foi um dos destaques da Alemanha na Copa do Mundo de 2002

O ex-goleiro paraguaio José Luis Chilavert colecionou tantas façanhas quanto polêmicas no futebol internacional. A última declaração controversa do agora comentarista de TV partiu nesta semana, em menção ao confronto contra a Alemanha na Copa do Mundo de 2002. Segundo o ídolo sul-americano, na época era impossível marcar o meia Michael Ballack em razão de seu cheiro.

"Você não podia chegar perto de Ballack por causa de seu odor terrível, absolutamente terrível", declarou Chilavert em participação em um programa da ESPN latino-americana.

"Ele poderia usar mais desodorante ou um limão. Talvez tenha sigo uma estratégia, quem sabe", acrescentou o ex-goleiro de Velez Sarsfield e seleção paraguaia. 

Paraguai e Alemanha se enfrentaram nas oitavas de final da Copa de 2002, com vitória dos alemães por 1 a 0, com gol de Oliver Neuville. Junto com o goleiro Oliver Kahn, Ballack foi considerado o melhor jogador de sua seleção no Mundial, mas não atuou na final contra o Brasil, em razão de uma suspensão por acúmulo de cartões amarelos. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos