MP do Ceará pede fim de organizadas, mesmo sem prova de ligação com chacina

Do UOL, em São Paulo

  • Marcel Rizzo/UOL Esporte

O Ministério Público do Ceará pediu neste sábado (10) a extinção de três torcidas organizadas do Estado, após uma onda de assassinatos que aterrorizou Fortaleza na última madrugada. Em uma nota pública, a promotoria pede o fechamento da Torcida Uniformizada do Fortaleza (TUF), da Jovem Garra Tricolor (JGT), ambas do Fortaleza, e da Associação Torcida Organizada Cearamor, do Ceará.

O pedido veio na esteira do assassinato de sete pessoas nas proximidades da sede de uma das organizadas. Ao menos duas das vítimas vestiam uniforme de torcida, segundo a secretaria de segurança do Ceará. A TUF confirmou que quatro vítimas fatais eram membros da torcida, mas negou que os crimes tenham sido cometidos por membros de organizadas rivais. A Cearamor também afirmou que os homicídios não têm relação com richa entre torcedores.

O MP justificou o pedido dizendo que tenta "coibir as práticas criminosas de torcedores ligados a essas organizações", mas admitiu que não existem provas que liguem os organizados à autoria dos crimes cometidos na madrugada.

"Embora não se tenha ainda prova de qualquer relação das torcidas organizadas com os últimos assassinatos registrados em nossa capital, o Ministério Público do Ceará cobra agilidade na tramitação desse caso e a extinção em definitivo das atividades das torcidas organizadas que só estimulam a desavença, retaliações e práticas de crimes entre seus associados, configurando uma grave ameaça ao bem-estar social", disse a promotoria.

O MP disse ainda que vem tomando medidas para fechar as agremiações desde 2013 e que aguarda a Justiça decidir em seu favor.

Mais cedo, a Cearamor já tinha divulgado uma nota oficial na qual lamentava as mortes na capital cearense: "Amanhecemos esse sábado chuvoso com essa triste notícia que mais uma chacina choca nossa cidade, dessa vez na sede dos nossos rivais e na praça da Gentilândia. Não sabemos onde vamos parar com tanta violência, não sabemos qual futuro de nossa cidade."

A TUF fez o mesmo, citando os nomes e os apelidos das vítimas, e prestando solidariedade às famílias. "Os Leões da TUF tem absoluta certeza de que os fatos que levaram ao óbito nossos queridos componentes não tem nada relacionado à qualquer tipo de rivalidade entre torcidas, mas sim à violência urbana e cotidiana de nossa cidade. Algo que se tornou normal e que gera uma mídia forte de 4 dias com respostas das autoridades que não surtem o mínimo efeito."

De acordo com o relatório Atlas da Violência 2017, o Ceará é o Estado com a terceira maior taxa de homicídios do país, com 46,75 por 100 mil habitantes. Sergipe e Alagoas têm os dois índices mais elevados. Com quase 3.000 integrantes, o Ceará é o terceiro Estado com maior presença do PCC no país, atrás apenas de São Paulo e Paraná, segundo dados do MP-SP e da PF. 

Leia a íntegra da nota do MP:

O Ministério Público do Estado do Ceará lamenta as últimas mortes ocorridas em Fortaleza, e a sequência de assassinatos que vitimou sete jovens na noite desta sexta-feira (09/03), no bairro Benfica. A maioria das vítimas era supostamente ligada a torcidas organizadas de times do futebol cearense.

Diante de mais essa tragédia, o Ministério Público do Ceará cobra a imediata extinção das atividades da Torcida Uniformizada do Fortaleza (TUF), da Torcida Organizada Jovem Garra Tricolor (JGT), e da Associação Torcida Organizada Cearamor. Os membros dessas entidades são, frequentemente, associados a práticas criminosas envolvendo atos de vandalismo, violência física e assassinatos, gerando grande temor à sociedade.

As ações do Ministério Público do Estado no sentido de coibir as práticas criminosas de torcedores ligados a essas organizações não são de hoje. Em 23/04/2013, o MPCE, por intermédio do Núcleo do Desporto e da Defesa do Torcedor (NUDTOR), peticionou, em ação civil pública (ACP), a imediata extinção das atividades das torcidas organizadas bem como o ingresso de seus integrantes nos estádios com objetos identificadores das torcidas.

No dia 01-06-2016, a ACP (Proc. nº 0157143-56.2013.8.06.0001) foi acolhida pela juíza da 36ª Vara Cível, Antônia Dilce Rodrigues Feijão, que dissolveu compulsoriamente as atividades da Torcida Uniformizada do Fortaleza (TUF), da Torcida Organizada Jovem Garra Tricolor (JGT), e da Associação Torcida Organizada Cearamor. A decisão também proibiu o ingresso nos estádios de futebol dos integrantes, associados e simpatizantes das torcidas organizadas com objetos indicadores das respectivas associações, como camisas, camisetas, faixas, bandeiras e mastros, sob pena de multa no valor de R$ 1.000,00 para cada descumprimento. Além disso, proibiu o ingresso de instrumentos musicais e de percussão nos estádios.

Nesse momento, o processo está em grau de recurso na segunda instância aguardando julgamento do Tribunal de Justiça do Ceará, cujo recurso de apelo está sob a responsabilidade da Desembargadora Relatora Drª Lira Ramos de Oliveira, integrante da 3ª Câmara de Direito Privado.

Embora não se tenha ainda prova de qualquer relação das torcidas organizadas com os últimos assassinatos registrados em nossa capital, o Ministério Público do Ceará cobra agilidade na tramitação desse caso e a extinção em definitivo das atividades das torcidas organizadas que só estimulam a desavença, retaliações e práticas de crimes entre seus associados, configurando uma grave ameaça ao bem-estar social.

Leia a nota da TUF:

Nós que fazemos a TUF, nós aqui dos mais de 110 bairros espalhados pela cidade viemos através desta, expressar nosso mais profundo pesar pelo falecimento prematuro de quatro dos nossos componentes: 
Pedro Braga Barroso Neto (o Pedro Neto),
Emilson Bandeira de Melo Júnior (o Juninho), 
Carlos Victor Meneses Barros (o Vitinho) 
e Adenilton da Silva Ferreira (o Mascote).
Jamais esqueceremos de vocês! Componentes que carregaram com orgulho imenso as duas listras por onde passaram e sempre foram torcedores organizados de fato!
Nossos mais sinceros pêsames à família enlutada. Ali foram eles como poderia ser qualquer de nós que está lendo essa mensagem. 
Aproveitamos também para informar à sociedade do nosso estado, que os Leões da TUF tem absoluta certeza de que os fatos que levaram ao óbito nossos queridos componentes não tem nada relacionado à qualquer tipo de rivalidade entre torcidas, mas sim à violência urbana e cotidiana de nossa cidade. Algo que se tornou normal e que gera uma mídia forte de 4 dias com respostas das autoridades que não surtem o mínimo efeito. 
Com 15 dias já caem no esquecimento e a dor profunda fica somente é tão somente com os familiares enlutados. 
Neste momento de imensa DOR, não podemos admitir em HIPÓTESE ALGUMA  que a Secretaria de Segurança Pública de forma simplória, tente transferir toda a responsabilidade de uma tragédia imensa como essa em apenas "RICHA ENTRE TORCIDAS ". 
Sabemos que HISTORICAMENTE AS TORCIDAS LOCAIS NÃO TEM FORÇA E NEM PEITO PARA TAL ATITUDE.  
SEDE SOCIAL É LOCAL DE SAGRADO. NINGUÉM MEXE COM NINGUÉM. 
Sabemos que nossos rivais não têm nenhuma participação direta ou indireta com o fato e queremos apenas que as autoridades cuidem do caso de forma justa e não com FACTOIDES  POLÍTICOS – acusando as torcidas – que mais parecem QUERER DESVIAR  a ATENÇÃO do VERDADEIRO CÂNCER QUE SE ALASTROU NO ESTADO CEARENSE .
A SOCIEDADE NÃO PODE ENGOLIR ESSE ACHISMO DITO HOJE PELO SECRETÁRIO, PORQUE O MODO OPERANTE É O MESMO DE CHACINAS ANTERIORES. 
#Luto

Leia a nota da Cearamor:

Amanhecemos esse sábado chuvoso com essa triste notícia que mais uma chacina choca nossa cidade, dessa vez na sede dos nossos rivais e na praça da Gentilândia. Não sabemos onde vamos parar com tanta violência, não sabemos qual futuro de nossa cidade.
Esperamos que a mídia não venha querer aproveitar-se do episódio e criar matéria para vender jornal e insinuar que o episódio está relacionado a briga entre torcidas organizadas.
Hoje famílias choram a perca dos seus entes queridos e as autoridades assistem essas mortes com naturalidade, transformando-se em rotina em nossa cidade. 
Prestamos nossas condolências à todas as famílias enlutadas!

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos