Retorno de Ralf cria 1ª concorrência de peso para Gabriel no Corinthians

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Ralf em ação pelo Corinthians no primeiro jogo após seu retorno inesperado

    Ralf em ação pelo Corinthians no primeiro jogo após seu retorno inesperado

Titular absoluto desde que chegou ao Corinthians, o volante Gabriel passou a ter uma inédita e forte concorrência depois de 14 meses no clube alvinegro. Suspenso na última partida do time, diante do Mirassol, o titular viu Ralf ganhar a primeira chance após o retorno e dar uma opção ao treinador corintiano.

Contratado no começo de fevereiro, de forma surpreendente após conversas iniciadas em 2017 já terem esfriado, Ralf reestreou antes do previsto, atuou por 90 minutos e arrancou elogios do técnico Fábio Carille ao fim do confronto em Itaquera.

De acordo com o próprio Carille, Ralf demoraria um pouco mais para entrar em campo por causa da condição física. O veterano volante disputou a última partida pelo Beijing Guoan, da China, em setembro. Devido a uma lesão muscular de Renê Júnior e a suspensão de Gabriel, no entanto, o retorno do atleta de 33 anos foi antecipado.

No jogo diante do Mirassol, Ralf, então, atuou ao lado de Maycon, assim como Gabriel fez durante a maior parte da temporada passada. Em campo, o multicampeão pelo Corinthians mostrou falta de ritmo em alguns lances, mas deixou uma impressão positiva, com direito a um chapéu aplicado na primeira etapa.

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Gabriel soma 77 jogos pelo Corinthians

Número elevado de cartões

Dono da posição em 2017, Gabriel se destacou pela entrega em campo e logo caiu nas graças da torcida. O jogador, porém, teve de conviver com um problema rotineiro: a quantidade de cartões amarelos recebidos.

Em 61 jogos pelo clube no ano passado, Gabriel foi advertido 17 vezes, incluindo uma expulsão. Em 2018, o jogador manteve a média de punições ao receber quatro amarelos nas 11 partidas oficiais que disputou.

Em 2017, Gabriel ficou fora de algumas partidas importantes na temporada por causa do problema. Na decisão contra a Ponte Preta no Estadual, por exemplo, ele estava suspenso, assim como no duelo com o Grêmio em Porto Alegre, na décima rodada do Brasileirão.

Nas duas oportunidades, Gabriel foi substituído por Paulo Roberto, que se mostrou muito útil na função, fazendo, inclusive, a jogada do gol marcado por Jadson na vitória sobre os gremistas. O reserva, entretanto, jamais ameaçou a vaga do titular.

Gabriel deixa o "problema" nas mãos de Carille

Rodrigo Gazzanel/Ag.Corinthians
Ralf é hoje o jogador do atual elenco corintiano com mais jogos pelo clube paulista

Dias depois do anúncio da contratação de Ralf, Gabriel fez elogios ao novo companheiro, que já soma 353 jogos com a camisa do Corinthians, número superior aos ídolos Cássio e Danilo.

"Não sou eu que posso responder. Melhor perguntar para o Carille", disse ao ser questionado se os dois poderiam atuar lado a lado no meio-campo corintiano - desde que assumiu o Corinthians, o treinador alvinegro nunca escalou o time com dois volantes cujas características se aproximam de Gabriel e Ralf.

Apesar da concorrência mais evidente, o titular corintiano evitou entrar em polêmicas e ainda ressaltou que a chegada de Ralf será importante em uma temporada com um calendário apertado pela Copa do Mundo.

"Estamos ali para estar sempre em campo e fortalecer o grupo, que é o mais importante. Lógico que é um jogador que vai nos ajudar muito, ainda mais nas competições que temos neste ano. É uma peça a mais para o Carille pensar em uma formação", disse o volante de 25 anos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos