"Quero vomitar antes dos jogos"; O drama de um alemão campeão do mundo

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / PATRIK STOLLARZ

    Mertesacker atuou 104 vezes pela seleção alemã

    Mertesacker atuou 104 vezes pela seleção alemã

Ex-capitão do Arsenal e campeão mundial com a Alemanha em 2014 no Brasil, o zagueiro Per Mertesacker vê com alívio a aproximação do momento de pendurar as chuteiras. Em entrevista à revista alemã "Der Spiegel", o jogador de 33 anos revelou como a pressão do futebol lhe tirou a vontade de atuar e lhe afetou a saúde – a ponto de sentir ânsia antes das partidas.

Mertesacker já agendou a aposentadoria para o término da atual temporada europeia e inclusive iniciará na sequência um curso para treinadores no próprio clube londrino, o qual defende desde 2011. No ano de despedida, porém, pouco tem jogado – a última aparição em campo foi em janeiro, na eliminação diante do Nottingham Forest na terceira fase da Copa da Inglaterra.

E engana-se quem pensa que o jogador está incomodado com as poucas oportunidades que recebeu antes do adeus. "Meu corpo está acabado", afirmou Mertesacker, que sofreu recentemente com problemas no joelho. "Todos dizem que eu deveria desfrutar meu último ano, jogar o máximo possível, mas prefiro ficar no banco ou, melhor ainda, nas arquibancadas. Depois disso, finalmente e com mais de 30 anos, me sentirei livre pela primeira vez na vida".

STEFAN WERMUTH / REUTERS
Mertesacker em ação pelo Arsenal, clube que defende desde 2011

O zagueiro deixou claro que perdeu a vontade de jogar não só por causa de problemas físicos. Nas próprias palavras do atleta, a adrenalina que precede as partidas "não são nada divertidas". "Em alguns dias você percebe que isto é um fardo, tanto física como mentalmente. Mas você sempre tem que entregar tudo, mesmo se estiver lesionado", disse ele. "Nos momentos antes dos jogos, meu estômago se revira como se eu fosse vomitar. Aí faço tanta força para me segurar que meus olhos lacrimejam".

Mertesacker contou um episódio específico, quando, aos 21 anos, disputou pela seleção alemã a Copa do Mundo de 2006, sediada pelo país. "Quando perdemos a semifinal para a Itália, é claro que eu fiquei desapontado. Mas, acima de tudo, estava aliviado. Ainda lembro como se fosse hoje. Eu pensei: 'Acabou. Finalmente, acabou'".

Com três participações em Mundiais no currículo e tricampeão da Copa da Inglaterra pelo Arsenal, o zagueiro diz que não se arrepende da carreira, apesar do drama que relatou. "Mesmo que tivesse que vomitar antes dos jogos e ir 20 vezes para a recuperação, eu faria tudo de novo. Valeu pelas memórias". 

Mertesacker ainda deixou um conselho aos jovens que sonham em seguir seus passos nos gramados. "Não se concentrem apenas no futebol. Estudem. Diversifiquem as suas vidas", concluiu. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos