Vasco larga tradição e estreia banco de reservas na lateral contra a La U

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Paulo Fernandes/Vasco

    Banco de reservas em São Januário mudará de lugar

    Banco de reservas em São Januário mudará de lugar

Terror dos treinadores, mas parte de umas das principais tradições do histórico estádio de São Januário, o banco de reservas, enfim, mudará de lugar e deixará de ficar atrás de um dos gols para se alocar na linha lateral, ao lado da arquibancada, a partir desta terça-feira, quando o Vasco estreia na fase de grupos da Copa Libertadores contra a Universidad de Chile (CHI).

A mudança foi uma exigência da Conmebol e da CBF, mas veio a calhar para o técnico Zé Ricardo, que avalia ter uma melhor visão do jogo neste posicionamento. 

As obras foram iniciadas há pouco mais de um mês e estão nos retoques finais. O banco, em si, já está colocado. Com uma proteção de acrílico, o clube poderá explorar até mesmo comercialmente o espaço, expondo marcas que queiram investir.

Geninho chegou a conseguir mudar

Em 2004, o então técnico do Vasco Geninho solicitou a mudança dos bancos de reservas ao presidente Eurico Miranda e teve seu pedido acatado. Na ocasião, porém, eles ficaram situados ao lado das sociais. A situação, no entanto, durou pouco. Após ser eliminado da Copa do Brasil pelo XV de Novembro (RS), o clube resolveu voltar ao lugar tradicional.

Outros treinadores que já reclamaram publicamente dos bancos atrás do gol foram Abel Braga, Paulo Autuori e Emerson Leão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos