Criticado, meia do Barcelona diz viver "pequeno inferno" no clube

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    André Gomes em ação pelo Barcelona durante jogo contra o Bétis

    André Gomes em ação pelo Barcelona durante jogo contra o Bétis

Contratado pelo Barcelona no meio de 2016, André Gomes virou alvo de críticas da imprensa local e da torcida do clube catalão por não conseguir repetir o bom futebol que apresentou no Valencia. Em entrevista à revista "Panenka", o meio-campista português diz viver um "pequeno inferno" sob a pressão por desempenho.

"Não me sinto bem em campo, não estou gostando do que posso fazer. Os primeiros seis meses foram muito bons, mas as coisas mudaram. Talvez a palavra não seja a mais correta, mas tornou-se um pequeno inferno, porque comecei a ter mais pressão. Com a pressão eu vivo bem, com o que não vivo bem é com a pressão individual", admitiu Gomes.

O meio-campista contou que se sente bem nos treinos, mas mesmo com o apoio dos companheiros não consegue ficar à vontade durante as partidas do Barcelona.

"Treinando, fico muito tranquilo. Claro que há alguns dias em que estou sem muita confiança, porque até nos treinos se nota. Você sabe que sofreu. Talvez eu tenha jogado no dia anterior ou há dois dias e ainda esteja com a imagem do jogo, o que não me permite avançar. Mas no treino eu me sinto confortável com meus colegas de equipe. A sensação que tenho nos jogos é ruim", comparou.

Segundo o português, até mesmo ouvir que ele tem potencial para jogar melhor é dolorido.

"Dizem que vou com o freio de mão. O que mais custa é ter consciência de tudo. Me incomoda que me digam que posso fazer muitas coisas boas. Eu me pergunto: então por que não faço?", questionou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos