Flu é cobrado na Justiça por dívida de R$ 4,6 milhões da venda de Gerson

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • AP Photo/Vadim Ghirda

    Venda de Gerson para a Roma ainda rende problemas no Flu

    Venda de Gerson para a Roma ainda rende problemas no Flu

O meia Gerson foi vendido para a Roma em 2015, mas a negociação do jogador ainda rende dor de cabeça para o Fluminense. A empresa MPI, que detinha parte dos direitos do jogador na época da transação, cobra R$ 4,6 milhões que ainda não teriam sido repassados pelo clube. A notícia foi publicada pelo "Explosão Tricolor" e confirmada pelo UOL Esporte.

Gerson rendeu aos cofres tricolores 16 milhões de euros (cerca de R$ 60 milhões na cotação da época), e o clube era dono de 70% dos direitos do jovem, enquanto o restante era dividido entre quatro investidores.

A empresa alega que o Flu fez um empréstimo bancário para antecipar toda a quantia e deu o pagamento da Roma como garantia. O dinheiro chegou às Laranjeiras, mas nunca teria sido dividido com os outros interessados.

A MPI afirma que o acordo previa o pagamento em quatro parcelas, mas nenhuma das três já vencidas foram quitadas. A última, com pagamento previsto para 2018, ainda está dentro do prazo acordado.

O Fluminense informa que não se manifestará até ser citado pela Justiça. Já a MPI não foi encontrada para comentar o assunto.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos