Reforço do São Paulo, Régis tem Maicon, Cicinho e Cafu como referências

Do UOL, em São Paulo

  • Rubens Chiri / saopaulofc.net

    O lateral Régis será apresentado oficialmente nesta sexta-feira pelo São Paulo

    O lateral Régis será apresentado oficialmente nesta sexta-feira pelo São Paulo

Destaque no Campeonato Paulista pelo São Bento, Régis chega ao São Paulo com o desejo de buscar um espaço na lateral direita. Para tanto, o reforço, que será apresentado oficialmente nesta sexta-feira à tarde, no CT da Barra Funda, tem como referência três jogadores que brilharam em seus clubes e defenderam a seleção brasileira: Maicon, Cicinho e Cafu.   

"Sempre acompanhei muito o Maicon. Até mesmo por causa da estatura, não estou fazendo comparações, mas é o estilo intenso, em que com a mesma intensidade que ele ia para o ataque, ele voltava para recompor. Então, peguei ele como referência sem deixar de perceber os jogadores que passaram pelo São Paulo como referência. Cafu, Cicinho sempre foram grandes referências para mim nesta posição. O lateral tem primeiro se preocupar em marcar, em deixar a parte da linha defensiva bem protegida para sair ao ataque com mais tranquilidade, sem expor a parte defensiva. essa é a maior responsabilidade que temos", disse o jogador, que assinou vínculo de uma temporada com o Tricolor.  

"Estar no São Paulo hoje é a realização daquilo que eu projetei para a minha vida profissional. É um dos grandes clubes, senão o maior do Brasil. Então é uma satisfação muito grande, espero poder retribuir todo esse carinho que eu tenho recebido aqui com bons jogos e demonstrando um bom futebol", completou o reforço.

Aos 28 anos, o ala chega ao clube no melhor momento da carreira. Com gol, assistência e boas atuações, o jogador era uma das principais figuras na equipe de Sorocaba. O lateral-direito integra a lista dos maiores desarmadores da competição, com 22 roubadas de bola em 11 partidas e está entre os mais efetivos nos cruzamentos (18).

"É uma idade em que a gente já passou por diversas experiências, principalmente no meu caso, onde tive a oportunidade de jogar em equipes menores e de maior expressão. Então, eu chego aqui um pouco mais calejado, vamos dizer assim, preparado para esse grande desafio no meu melhor momento da carreira. Consegui um certo destaque, principalmente no Campeonato Paulista atuando com essa característica mais ofensiva. Consegui fazer bons jogos, até gols, e acho que eu me sinto à vontade para jogar desta maneira. Espero agregar, historicamente o São Paulo teve jogadores com essa característica, como o Cicinho, o Cafu também, de lateral bem ofensivo. Eu venho para conquistar o meu espaço e para acrescentar nesta parte ofensiva que vem sendo o meu ponto forte nas últimas competições", afirmou.

No São Paulo, porém, a disputa deve ser acirrada. Para o setor, o técnico Diego Aguirre conta também com Bruno e Militão, que foi promovido das categorias de base como volante mas se firmou como lateral direito e ganhou o posto de titular. 

"É uma disputa de alto nível, jogadores que têm suas qualidades. O Bruno já foi campeão brasileiro, tem o seu espaço no São Paulo, o Militão que tem surgido com grande atuações, como tenho acompanhado. Então, eu venho para agregar, acrescentar no trabalho e buscar o meu espaço. A gente sempre quer jogar, sempre atuar e a gente deixa o problema para que o treinador possa fazer as melhores escolhas", disse Régis.

O lateral, porém, só terá condição de jogo pelo São Paulo na Copa do Brasil – provavelmente no dia 4 ou 5 de abril, além do Campeonato Brasileiro e da Copa Sul-Americana, já que disputou o Paulistão pelo São Bento.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos