Violência e concentração. Como Neymar cansou do Campeonato Francês

João Henrique Marques

Do UOL, em Paris

  • Franck Fife/AFP

A ideia de voltar ao futebol espanhol ficou presente na cabeça de Neymar por conta de um desgosto ao Campeonato Francês. São várias as queixas do camisa 10 ao estilo de jogo. Sair do Paris Saint-Germain ao fim da temporada é secundário e considerado improvável, mas a conversa com o Real Madrid foi iniciada muito por conta da impaciência com o futebol na França.

O UOL Esporte lista as principais críticas do jogador feita aos amigos. Sem a Liga dos Campeões, o interesse do jogador em atuar nas rodadas finais do Campeonato Francês no fim da temporada é o de somente ganhar ritmo de jogo antes da Copa do Mundo.

Com a volta esperada para o final de abril, Neymar teria disponibilidade para três jogos no Campeonato Francês (Amiens, Rennes e Caen). Até lá, a discussão será em torno da necessidade de ter o camisa em campo com o time – provavelmente – campeão. PSG tem 17 pontos de vantagem (e um jogo a mais) para o Monaco, restando 9 rodadas para o fim da disputa. 

A violência

Ponto principal. Em todos os jogos, Neymar reclama da violenta marcação adversária. Esse é o motivo que o faz provocar os oponentes, como em partida contra o Rennes, quando dominou a bola de costas no meio-campo e deu um chapéu no marcador.

No Campeonato Francês, a média de faltas sofridas por Neymar é de 5.7 por partida. Em quatro temporadas do Campeonato Espanhol, a média foi de 3.5 por jogo.

A arbitragem

Neymar comenta sentir-se perseguido pela arbitragem no Campeonato Francês. Para ele, ainda são várias faltas claras não marcadas. A opinião é de que precisa ser protegido.

Em campo, reclamar com os juízes é algo constante. Por uma delas, foi expulso no empate por 2 a 2 contra o Olympique de Marseille, em novembro passado, e ainda foi punido com 2 jogos de suspensão.

Nível técnico

Disso, Neymar cansou de ser alertado. O pai, Neymar da Silva Santos, dizia que o jogador jamais disputaria o Campeonato Francês por conta do nível deficiente apresentado por alguns times.

A ideia era de que Neymar precisaria de campeonatos fortes, como o Espanhol e o Inglês, para ter mais chance de ser eleito o melhor jogador do mundo. A qualidade técnica do Campeonato Frances foi considerada decepcionante pelo camisa 10.

O campo adversário

Grama alta e muitos buracos. Neymar comentou estar impressionado de como a tática para tirar a velocidade do jogo do PSG é usada por quase todos os times do Campeonato Francês.

Nos campos adversários, ele comenta ser alto um risco de lesão por conta do estado do gramado. Publicamente, os jogadores do PSG já pediram para que a federação francesa fiscalize os gramados dos clubes da primeira divisão.

Ônibus e concentração

Viagens de ônibus são algo que lembra o começo da carreira para Neymar. O PSG usa o meio de transporte em alguns jogos no país por conta da proximidade entre as cidades.

O camisa 10 ainda se cansou da determinação da comissão técnica de concentração na véspera de quase todos os jogos do time, até mesmo os de baixa importância. No Barcelona, o elenco estava quase sempre liberado para a apresentação apenas no dia do jogo. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos