Advogado do Palmeiras fala de Scarpa: "A CBF tomou uma decisão imediatista"

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Depois da notícia de que o contrato do Palmeiras com Gustavo Scarpa foi rescindido e que o jogador voltou a ter vínculo com o Fluminense, o clube paulista mandou um ofício à CBF manifestando sua posição quanto à rescisão do contrato do atleta publicada pela entidade do futebol brasileiro. O advogado do Palmeiras, André Sica, falou em tom crítico à Confederação sobre o assunto antes da partida contra o Novorizontino, pelo Paulistão.

"Considerando que a CBF é uma terceira parte. CBF não é parte do processo, seria necessário que o ofício trouxesse alguma ordem expressa para a CBF. A gente entende, respeitosamente, que existe um erro sério de interpretação do ofício por parte do chefe do departamento jurídico da CBF. A partir daí, o contrato foi rescindido ontem no BID. Após a rescisão, a gente expressou para a CBF a interpretação do Palmeiras de que o ofício não trazia nenhuma ordem expressa. Caberia à CBF, em primeiro momento, consultar o juízo. A CBF tomou uma decisão imediatista, com base em uma interpretação que a gente não achou interessante e que pode gerar prejuízo para o Palmeiras", disse o advogado.

André Sica ainda quis tranquilizar os torcedores do Palmeiras quanto a uma possível volta do jogador ao Fluminense. "O recado para o palmeirense é: fiquem tranquilos, a gente sabe muito bem onde está pisando, a gente conhece muito bem o caso e é tudo muito claro.  Isso é simplesmente uma situação de momento", ressaltou.

O advogado também explicou que a decisão da justiça é normal em um caso assim. "Um revés no meio do caminho faz parte do jogo, mas na decisão final a gente confia muito. O inadimplemento do Fluminense é extremamente claro".

"A gente teve um oficial de Justiça muitíssimo diligente, que pegou o ofício e cumpriu dez minutos depois da decisão. E a gente teve a CBF recepcionando esse ofício extremamente rápido. A interpretação diverge da nossa, diverge de alguns advogados que trabalham no caso, mas quem pode responder melhor é o chefe do departamento jurídico da CBF", relatou.

"A liminar que concedia a rescisão do contrato dele com o Fluminense foi suspensa, mas se isso for revertido o Palmeiras volta a analisar sua recontratação sem problema nenhum. Os advogados do atleta estão no Rio de Janeiro, estão tomando todas as medidas, não só no Rio quanto em Brasília. Não consigo estipular um prazo para acontecer uma reversão, mas a gente espera que seja da forma mais rápida possível", explicou.

O advogado ressaltou ainda que o Palmeiras não se envolve nas tratativas desse caso com a justiça, mas sim os advogados e staff de Scarpa. "O Palmeiras tem acompanhado a estratégia, mas é bom deixar claro que é o atleta que está tocando isso". 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos