Com André, Grêmio chega a três centroavantes e não vê exagero

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Jeremias Wernek/UOL

    André estava no Sport e se junta a Jael e Hernane Brocador no elenco do Grêmio

    André estava no Sport e se junta a Jael e Hernane Brocador no elenco do Grêmio

A contratação de André, após longa negociação com o Sport, confirma o que era uma tendência: o Grêmio terá três centroavantes em 2018. O mais novo reforço se junto a Jael e Hernane Brocador como opção para a função de camisa 9 e indica que o Tricolor será palco de uma espécie de vestibular no ataque durante as próximas semanas.

O número de jogadores para uma função bem específica aparentemente não preocupa o Grêmio. Pelo contrário, o clube gaúcho garante que faz parte da estratégia para a temporada.

Campeão da Libertadores em 2017, o Grêmio disputará (além do Gauchão, na reta final) mais quatro competições: Libertadores, Brasileirão, Copa do Brasil e Primeira Liga. O entendimento é de que a sequência de jogos vai pesar em determinado ponto do ano e as peças vão rodar no time considerado titular.

"No ano passado, eu estava machucado e sem o Barrios não tínhamos alternativas", exemplificou Jael. "Agora temos três e o Renato é quem vai quebrar a cabeça".

O próprio Jael, personagem do Gre-Nal 414, arranca na frente na disputa entre os centroavantes. Pelos gols e também números em 2018. André compete forte em virtude das características diferentes. E Hernane corre por fora.

Jael acumula três gols pelo Grêmio no ano e, segundo o Footstats, é o jogador do Tricolor com melhor aproveitamento nas finalizações. Ainda de acordo com o levantamento estatístico, é o terceiro maior garçom para chutes a gol do restante do time.

"Desse grupo aí, ele (Jael) é um dos caras que mais merece esse momento. Sofreu no ano passado, ele e o Douglas machucaram o joelho, na volta não conseguiu fazer os gols dele. Agora está dando a volta por cima, trabalhando e se dedicando, um cara que nunca desistiu. E está provando que tem possibilidade de jogar. O grupo está feliz por ele, é um grande cara. Amigo, batalhador. Tomara que siga assim, bem", elogiou Léo Moura.

André é um antigo desejo do Grêmio e chega com status de nome mais forte para ser titular. O estilo de jogo, com técnica maior na comparação com os concorrentes, é tratado como ideal para a proposta do Tricolor. A convicção é tanta que a diretoria gaúcha cedeu ao pedido do Sport e elevou a proposta financeira para fechar negócio na última semana.

Já Hernane Brocador chegou em negócio de ocasião. Indicado pelo grupo, foi a alternativa de mercado em uma fase onde as tratativas por um centroavante não avançavam. O perfil do atleta agradou aos dirigentes, a conduta diária foi recomendada e ele acertou até dezembro.

"Coisa boa que o Jael está indo bem, está com sorte. Fruto do trabalho dele. A gente trouxe o André porque o Grêmio é grande. Queremos coisas grandes. Vamos disputar muitas coisas", comentou Duda Kroeff, vice de futebol do Grêmio.

André, em Porto Alegre desde segunda-feira, não vai estrear logo. Ele só poderá atuar no Brasileirão, Copa do Brasil e a partir das oitavas de final da Libertadores. Até lá, Jael e Hernane seguem pontuando no vestibular dos centroavantes do Grêmio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos