"Casa dos sonhos" de Alex Teixeira no Brasil tem cinema e pista de boliche

Luiza Oliveira

Do UOL, em São Paulo

Alex Teixeira não acertou a sua contratação com o Corinthians e continua vivendo na China onde atua no Jiangsu Suning. Mas tem motivos de sobra para vir ao Brasil além de rever a família e os amigos. O jogador tem uma casa em um condomínio do Rio de Janeiro de cair o queixo com direito a pista de boliche, sala de cinema e brinquedoteca.

A casa de Alex Teixeira é bem espaçosa com cerca de 1000 metros quadrados para receber os amigos e para que a família tenha bastante conforto. O projeto foi feito pela arquiteta Claudia Pimenta e pela designer de interiores Patricia Franco. A mulher do jogador Thais Cristina acompanhou cada passo, mesmo com as dificuldades do fuso horário.

Alex Teixeira não poupou esforços para construir a residência. A luxuosa mansão de três andares tem piscina, academia, salão de festas, brinquedoteca, sala de troféus, cinema e até uma pista de boliche. Para atender o pedido inusitado do cliente, as profissionais modificaram o sub-solo da casa onde havia uma garagem. O espaço foi adaptado para comportar, além das vagas dos carros, um salão de festas, a pista de boliche e uma academia toda equipada com piso bem resistente.

"O boliche não foi previsto, surgiu durante o projeto. Ele queria ter um boliche, então já comecei a pesquisar. Encontrei uma empresa no Sul e começamos a redesenhar o projeto com a pista, anexamos ao ambiente do salão de festas e da garagem. Os carros ficam estacionados em frente à academia nesse mesmo ambiente", conta Patrícia.

Outro espaço da casa que também chama a atenção é a sala de cinema. "Não é um espaço nem tão grandão. Para ter cinema tem que ter um espaço enorme? Não. Tem que ter um espaço reservado para isso. Fizemos vários níveis com poltronas super confortáveis. Tem um clima de cinema, uma pegada escura na parede, iluminação mais dramática e baixinha", contou.

Divulgação
Um dos pedidos de Alex Teixeira foi para ter uma sala de cinema no local

As duas profissionais usaram em todo o projeto um conceito contemporâneo com uma pegada de sofisticação e priorizaram linhas retas e tons claros, com predominância do branco e do bege. A tendência pode ser bem observada na sala principal com pé direito duplo. Para quebrar um pouco a cor e não deixar o ambiente monótono, texturas e brises foram utilizados, além de peças de adorno em preto como o abajour e uma poltrona que dão elegância ao ambiente.

A mesma linha foi adotada em todo o projeto, mas cada cômodo tem a sua personalidade. "Todo projeto tem uma característica nossa. A gente gosta de fazer como se certos elementos passeassem em todos os ambientes. A cor da marcenaria acaba se repetindo, os detalhes vão se repetindo. Esse conceito principal do projeto acaba ampliando para todos os ambientes e isso traz harmonia, leveza, senso estético de conforto. Cada ambiente tem sua personalidade própria, mas se correspondem", conta.

Em alguns cômodos da casa, elas puderam abusar mais das cores, principalmente em espaços em que o tempo de permanência é menor. É o caso, por exemplo, da sala íntima de Thais e do escritório de Alex.

O local, que fica no sótão, tem um escritório com uma mesa de mármore preta que se destaca no ambiente e uma sala de troféus em que pode exibir os feitos conquistados na carreira. Há uma parede preta em vidro com a ideia de criar uma espécie de vitrine para Alex colocar os prêmios e as camisas mais especiais na sua carreira. Outras camisas estão expostas em araras com base de madeira onde foram colocadas as chuteiras. No centro do ambiente há ainda alguns totens espalhados com troféus e medalhas.

Divulgação
Pista de boliche foi instalada no sub-solo da casa de Alex Teixeira

A decoração dos quartos já é diferente desse ambiente e os tons claros também predominam. O cômodo da filha mais nova do casal é todo branco com detalhes em bege e rosa. Já o da filha mais velha, tem composição bem feminina e lembra um quarto de princesa com espaço para maquiagem e estudo. O quarto do casal é quase todo em variações de bege para passar uma ideia de relaxamento e calmaria.

Patrícia conta que a estética é importante no projeto, mas a prioridade é o conforto e fazer o dono se sentir bem em sua casa. "O ambiente tem que ser funcional além de tudo. Belo e funcional e conseguir com o que o dono daquele ambiente viva dentro daquele ambiente. Uma casa onde, quando ele vem ao Brasil, recebe a família, amigos, é uma casa feita para dar conforto, é um lar. E conseguimos isso. Em vários momentos após o projeto ficar pronto, pudemos ver vivenciado a casa", conta.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos